Opinião: Como criar culturas de inovação

Leia artigo do professor da Universidade de Fortaleza José Milton de Sousa Filho

Como inovar? Essa é a pergunta que muitos gestores e empresários têm feito ao longo dos últimos anos, principalmente com o emergente interesse pela temática da inovação e sua reputada importância. Outros aspectos como aumento da concorrência, sofisticação da demanda, mudanças no comportamento do consumidor, pressões financeiras, dentre muitos outros, têm levado gestores e empresários a pensar de forma mais incisiva em inovação.

Podcast Vem Empreender discute inovação; ouça:

Powered by RedCircle

Contudo, “como inovar?” é uma pergunta subjetiva, complexa, e que pode ser respondida de diversas formas a depender da perspectiva. Sejamos mais objetivos: a principal pergunta que gestores e empresários deveriam fazer a todo momento é: como criar culturas de inovação? 

Para que a inovação se desenvolva é essencial que a cultura da organização permita. Aspectos da cultura organizacional precisam ser trabalhados para dar espaço à inovação e sustentá-la no longo prazo. Assim, pode-se perceber que a cultura organizacional é fator preponderante tanto para estimular quanto para inibir o comportamento inovador em qualquer organização.

Desta interação entre cultura organizacional e inovação surge o que se convencionou chamar de culturas de inovação, que de forma simples pode-se conceituar como a inserção da inovação na cultura organizacional. 

No entanto, do ponto de vista da prática, o que deve interessar a gestores e empresário é o entendimento sobre como implementar culturas de inovação em suas empresas.

Nessa linha, seguem 5 passos que podem ajudar a criar uma cultura de inovação em empresas de qualquer porte: 

Tenha a intenção de inovar

A organização precisa ter uma intenção verdadeira de inovar. Isso é essencial para o processo. Muitas empresas tratam a inovação como algo interessante, que pode agregara valor, querem passar essa imagem para os clientes etc. Contudo, poucas são aquelas empresas que realmente têm uma intenção de inovar. 

Assuma riscos calculados

Inovação tem um risco inerente, muitas iniciativas inovadoras darão errado. Assim, o risco de inovar é real e precisa ser entendido e assumido pela empresa que pretende inovar, contudo, tal risco precisa ser analisado e planejado. 

Crie um ambiente adequado

Criar um ambiente adequado diz respeito a empoderar funcionários para inovar, ouvir ideias, exercitar a tolerância ao erro, estimular a aprendizagem a partir das tentativas de inovar, proporcionar a qualificação adequada aos funcionários para inovar, apoiar projetos, dentre uma série de outros aspectos relevantes. Ao criar um ambiente adequado para inovar, os funcionários devem estar no centro do processo. 

Estruture um processo de inovação

A inovação precisa se inserir na cultura organizacional, desta forma, institucionalizar a inovação ajuda nessa tarefa. A ideia é que a empresa consiga estruturar um processo formal de inovação que contemple aspectos da cultura organizacional, de como as coisas são feitas na empresa, ao mesmo tempo que utiliza melhores práticas de mercado. 

Oriente suas inovações para o mercado

Inovação tem risco e precisa de investimento, e é executada para trazer retornos à organização. Existem diversos exemplos de tentativas frustradas de inovação, sendo a falta de orientação ao mercado um dos principais motivos para os fracassos. Entenda profundamente o comportamento do seu cliente, pesquise o mercado, e desenvolva inovações orientados ao mercado. O risco permanece, mas as chances de falhas serão menores. 

Criar uma cultura de inovação não é uma tarefa simples, contudo o aprendizado durante o processo de implementação é relevante e ajuda embasar e sustentar as etapas seguintes. Apesar de não ser simples, fato que afastará muitas empresas de tentar implementar uma cultura de inovação, esta é extremamente necessária para quem decide inovar. A chance de obter sucesso em inovações no curto, médio e longo prazos é maior em empresas que desenvolvem e cultivam essa cultura. 

Então, sua empresa está pronta para criar uma cultura de inovação? Caso não, segue uma dica importante: É sempre hora de começar!

José Milton de Sousa Filho 

Coordenador do mestrado profissional em Administração, doutor em Administração de Empresas pela Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP) e professor titular da Universidade de Fortaleza.  

Quero receber conteúdos exclusivos do Vem Empreender

Assuntos Relacionados