Caminhão com vacinas da Pfizer fica preso em alagamento no Recife

Lote com 5,1 mil unidades seria enviado de avião para Petrolina, para serem usadas na imunização de grávidas e puérperas

Caminhão atolado
Legenda: Impossibilitado de trafegar, a remessa retornou para a sede do Programa Estadual de Imunização, conforme a Secretaria Estadual de Saúde (SES)
Foto: Reprodução/WhatsApp

Após as fortes chuvas que caíram em Recife nesta sexta-feira (14), um caminhão frigorífico que transportava vacinas contra a Covid-19 da Pfizer ficou preso em um alagamento, na Avenida Recife, zona oeste da cidade. As informações são do portal G1.

O lote com 5,1 mil unidades seria enviado de avião para Petrolina, para serem usadas na imunização de grávidas e puérperas, segundo disse o governo do Estado. A distribuição do imunizante sofreu atraso.

Impossibilitado de trafegar, a remessa retornou para a sede do Programa Estadual de Imunização, conforme a Secretaria Estadual de Saúde (SES). Como as vacinas estavam “devidamente conservados em Nitrogênio Líquido Refrigerado”, chegaram ao local “na temperatura adequada”, disse a pasta.

Ainda segundo a SES, equipes do Corpo de Bombeiros e da Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) foram acionadas para fazer o “resgate com segurança” dos insumos.

O caminhão trafegava entre a sede do Programa Estadual de Imunização (PNI), na Zona Norte do Recife, onde os imunizantes estavam armazenados, e o Aeroporto Internacional Guararapes/ Gilberto Freyre, na Zona Sul.

Desde a quinta-feira (13), a Região Metropolitana do Recife enfrenta problemas provocados por fortes chuvas, que já causaram deslizamentos e mortes. A Avenida Recife é um dos pontos de alagamento mais conhecidos da cidade.