Polícia do Rio prende um dos suspeitos de roubar e matar o cirurgião Claudio Marsili

Suspeito estava com a chave que seria do carro de Claudio

A imagem mostra o cirurgião plástico Claudio Marsili em pose de boas-vindas.
Legenda: O cirurgião plástico Claudio Marsili estava estacionando próximo ao trabalho quando foi rendido por três homens e baleado na cabeça.
Foto: Arquivo Pessoal

As polícias Civil e Militar do Rio de Janeiro prenderam, nesta terça-feira (19), um suspeito de participação no roubo e no assassinato do cirurgião plástico Claudio Marsili, 64, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Também encontraram o carro que teria sido utilizado pelos criminosos.

O veículo, um renault sandero preto, estava no alto do Morro do Turano, na zona norte da cidade, e foi levado para perícia. A placa dele estava clonada. Informações são do jornal Extra.

Com o homem detido, estava a chave de um carro que a Polícia suspeitou ser do toyota hilux de Cláudio. O reconhecimento do objeto foi feito por Ítalo Marsili, filho do cirurgião. Nas redes sociais, na tarde desta terça-feira (19), Ítalo agradeceu o apoio dos seguidores e amigos à sua família. 

"Muito obrigado mesmo a todos vocês. Mas quero dizer o seguinte: a morte não é a palavra final pra quem tem fé. Não é o último degrau. Pra quem tem fé e esperança, é o primeiro degrau pra vida eterna. Meu pai era uma pessoa que tinha muita fé, muita esperança, e transmitiu isso", compartilhou o médico psiquiatra.

A imagem mostra o renault sandero utilizado por criminosos para roubar e matar o cirurgião plástico Claudio Marsili.
Legenda: O veículo utilizado pelos criminosos estava no Morro do Turano, zona norte do Rio de Janeiro.
Foto: Jornal Extra

Entenda o caso

Claudio Marsili foi morto na manhã desta terça-feira (19). Ele estava estacionando a hilux próximo ao trabalho, na clínica Vitée, quando foi rendido por três homens e, mesmo após entregar o veículo, foi baleado na cabeça e não resistiu.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados