Polícia divulga retrato falado de suspeito de atacar foliões com seringas

Subiu para 190 o total de relatos de agressões com agulhadas no Carnaval de Pernambuco

O retrato falado do suspeito de agredir foliões com agulhas de seringa durante o Carnaval pernambucano foi divulgado, nesta sexta-feira, pela Polícia Civil, que colocou à disposição um telefone (81-3182-6091) para receber informações sobre o caso. 

Subiu para 190 o número de pessoas com relatos de agressão que procuraram atendimento médico. Uma das vítimas fez a descrição dos traços do rosto do agressor. Os peritos estimaram em 30 anos a idade do homem. 

>Polícia abre inquérito para investigar "maníaco da seringa" no Carnaval
>Sobe para 25 número de relatos de ataques com agulha de seringa em Pernambuco
>Foliões são atacados com agulhas de seringa em Pernambuco e Rio Grande do Norte

Os foliões atendidos no Hospital Correia Picanço, na Zona Norte do Recife, receberam tratamento de prevenção contra doenças infectocontagiosas e aguardam o resultado de exames realizados a fim de detectar possíveis doenças.

Além de Pernambuco, o Rio Grande do Norte também registrou casos semelhantes no Carnaval de Caicó. Um inquérito policial foi aberto para investigar os relatos de agressões.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil