Lívvia Bicalho sofreu ameaças de companheiro antes de ser morta, diz ex-namorado da cantora

O ex-namorado e amigo conta que a influenciadora havia terminado o namoro com Rafael e que aparentemente ele não aceitava o rompimento

Foto da cantora Lívvia Bicalho, que foi achada morta em Minas Gerais
Legenda: Lívvia comentava com amigos sobre sua relação conturbada

A influenciadora e cantora Lívvia Bicalho, encontrada morta em Minas Gerais, sofreu ameaças de Rafael Ribeiro, achado morto junto a ela, antes de morrer. O relato foi feito por Alan Marmute, ex-namorado e amigo da mineira.

A Polícia investiga possível feminicídio cometido por Ribeiro, que teria se matado após atirar contra Lívvia. Os dois encontrados em João Monlevade, interior de MG, nessa quarta-feira (21).

"Ela estava sofrendo ameaças do ex-companheiro dela e eu a orientei que procurasse a delegacia para tentar medida protetiva", contou Alan Marmute, em entrevista ao G1.

O ex-namorado conta que Lívvia havia terminado o namoro com Rafael e que aparentemente ele não aceitava o rompimento. Alan relatou aina que a influenciadora disse, em conversas pelo telefone, estar preocupada, e contou das ameaças recebidas.

"Uma das pessoas mais alegres que já conheci. Ela tinha o dom de ajudar, coração tamanho do mundo e ajudava a todos, famílias e amigos. Muito batalhadora. Assim que vou me lembrar dela, alegre, cantando e ajudando a galera", comenta Marmute.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil