Jovem fica com lábio gigante e garganta inchada após picada de lacraia no litoral de SP

Nataly Galdino, de 21 anos, precisou de atendimento médico após inchaço no lábio e na garganta

Jovem é picada por lacraia no litoral de SP
Legenda: Nataly Galdino foi picada pelo animal na madrugada do último domingo (11)
Foto: reprodução/Instagram/arquivo pessoal

A jovem Nataly Galdino, de 21 anos, foi surpreendida na madrugada do último domingo (10) após ser picada por uma lacraia dentro de casa, no município de São Vicente, no litoral de São Paulo. Como resultado, ela viu a boca inchar rapidamente e teve que procurar atendimento em um hospital. 

Por conta disso, a estagiária de comércio exterior fez um alerta nas redes sociais sobre o assunto. Apesar disso, segundo o Ministério da Saúde, o caso não foi grave, já que o veneno das lacraias é pouco tóxico para o ser humano.

Nataly Galdino contou ao portal G1 que sentiu a picada no meio da madrugada, logo após perceber a garra do pequeno animal grudada na boca. 

Lacraia em uma terra escura
Legenda: De acordo com a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde, as lacraias podem medir até 23 cm
Foto: Shutterstock

"Eu puxei e não queria soltar, fiquei cinco segundos tentando, com uma dor insuportável e não desgrudava. Eu levantei da cama, liguei a luz, vi minha boca cortada e a lacraia, gigante, na coberta", relatou.

Falta de ar e hospital

Mas não só a boca foi afetada. Com dor extrema, a jovem teve que se deslocar a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Noroeste, em Santos, em meio a uma crise de falta de ar por conta da garganta inchada.

Na emergência, ela recebeu um remédio para alergia e para dor. "O médico me explicou que, apesar de ser um animal peçonhento e venenoso, não corria risco de vida, como no caso de um escorpião", explica.

Agora, ela segue tomando medicação para o inchaço, fazendo o alerta sobre a dor e de como os cuidados são importantes para que elas não apareçam em casa.

"Na hora foi desesperador porque eu não sabia quais efeitos poderiam me dar. Achei que podia ser muito venenosa e até morrer, ainda bem que não era", disse.

Veneno das lacraias

Conforme a Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde, as lacraias são caçadores muito rápidos e se escondem em frestas durante o dia. Se alimentando de insetos, lagartixas, camundongos e até filhotes de pássaros, elas podem medir até 23 cm.

Os ferrões venenosos das lacraias ficam embaixo da cabeça, funcionando como pinças. Entretanto, esse veneno é pouco tóxico para humanos, e não existem casos de morte ou envenenamento graves com elas.

Os sintomas da picada são dor forte e inchaço, enquanto alguns casos com lacraias grandes também registram febre, calafrios, tremores e suores.

Para evitá-las em casa, alguns cuidados são necessários. Confira alguns:

  • Limpar os ralos semanalmente e mantê-los fechados quando não forem utilizados;
  • Limpar e manter fechadas caixas de gordura e esgotos;
  • Manter jardins limpos e podados;
  • Muros e calçamentos de casa devem ser limpos e bem cuidados sem frestas onde a umidade se acumule.
Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil