Youtuber 'Klebim' é preso no DF por exploração de jogos de azar e lavagem de dinheiro

Em dois anos, os suspeitos faturaram R$ 20 milhões

Youtuber foi preso no DF em operação nesta segunda-feira (21)
Legenda: Youtuber foi preso no DF em operação nesta segunda-feira (21)
Foto: Reprodução/TV Globo

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu quatro pessoas suspeitas na participação de um esquema criminoso voltado à prática de jogos de azar e lavagem de dinheiro.  O youtuber e influenciador digital Kleber Moraes, conhecido por "Klebim", foi preso. As informações são do G1.

Os mandados são de prisão temporária, por cinco dias. Além do influenciador digital, foram presos Pedro Henrique Barroso de Neiva, 37; Vinícius Couto Farago, 30; e Alex Bruno da Silva Vale, 28.

Segundo as investigações, o grupo atuava desde o ano passado com o sorteio de veículos em rifas, e lavagem de dinheiro por meio de empresas de fachada. Em dois anos, os suspeitos faturaram R$ 20 milhões, de acordo com a polícia. 

Apreensão

Em rede social, influenciador ostenta em fotos com carros de luxo
Legenda: Em rede social, influenciador ostenta em fotos com carros de luxo
Foto: Reprodução/Instagram

Ao todo, a polícia apreendeu nove veículos de luxo, entre eles uma Lamborghini e uma Ferrari. Os carros estão avaliados em R$ 3 milhões cada um.

A mansão do líder do grupo, localizada no Park Way, também foi alvo da operação. Foram bloqueados R$ 10 milhões das contas dos investigados. Além dos veículos de luxo, foram apreendidos vários outros carros, uma motocicleta e um jet-ski.

Até a publicação da matéria, nenhum dos suspeitos se pronunciou sobre o assunto. 

Esquema criminoso

A operação ganhou o nome de "Huracán", modelo de carro de luxo. A investigação aponta que a associação criminosa era liderada por youtubers, que promoviam rifas de veículos em redes sociais.

Os veículos eram preparados com rodas, suspensão e som especiais, e as rifas eram anunciados em um site. Como possuíam milhões de seguidores, os investigados pela operação vendiam facilmente as rifas, segundo a polícia.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados