Funcionárias de rede de fast-food ficam feridas após confusão com clientes em São Paulo

Após a ocorrência, as duas mulheres foram encaminhadas ao atendimento hospitalar

Legenda: Nas imagens das câmeras do circuito interno do local, é possível ver os equipamentos quebrados em meio a confusão
Foto: reprodução

Duas funcionárias de uma lanchonete localizada na Zona Leste de São Paulo foram agredidas por clientes na madrugada deste sábado (20). Imagens gravadas no local mostram a confusão generalizada e a intervenção após a agressão.

Segundo testemunhas, os envolvidos no caso chegaram a derrubar os equipamentos do balcão da rede de fast-food e agrediram as funcionárias que realizavam o atendimento. Além disso, o vídeo gravado mostra o momento no qual os rapazes ultrapassam o balcão de pedidos para entrar na cozinha do estabelecimento.

As jovens, de 18 e 21 anos, contaram que o responsável pela agressão teria sido um adolescente de 17 anos. Logo após o caso, as duas foram levadas para a Assistência Médica Ambulatorial (AMA), situada na Sé, para receberem os primeiros atendimentos médicos.

Reclamação

Em relato concedido aos agentes da Guarda Civil Metropolitana, responsável por atender a ocorrência, o estudante acusado de ter agredido as duas mulheres informou que estava no local com a namorada e o irmão. 

De acordo com ele, após uma reclamação sobre a demora do pedido, uma das funcionárias teria feito um gesto com o dedo em riste, fator que deu início à briga. 

Agora, a Polícia Civil está responsável pelas investigações do caso, e solicitou exames ao Instituto Médico Legal (IML). O caso foi registrado como dano e lesão corporal no 8º DP, no Brás. 

Em nota, a rede Burger King disse estar colaborando com as investigações e confirmou que um boletim de ocorrência foi registrado para localizar os envolvidos. "Repudiamos a violência, a depredação e a ausência do respeito – esse que é o princípio de todas as relações humanas", finalizou no comunicado. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil