Ex-mulher de Murilo Becker revela que filha descobriu uma das traições do pai

Influenciadora afirma que atleta do basquete teve casos com diversas mulheres

Patrícia Pontes, ex-esposa de Murilo Becker
Legenda: Ex-esposa do atleta detalhou traições e casos de agressão por parte de Murilo Becker
Foto: reprodução

A ex-esposa do jogador de basquete Murilo Becker, a influenciadora Patrícia "Patty" Pontes, afirmou, após acusar o ex-marido de agressões, ter sido traída pelo atleta. Segundo ela, o esportista, com quem teve cinco filhos, traiu-a com diversas mulheres. As informações são do jornal Correio.

Em entrevista ao podcast 4Talk Cast, a influenciadora disse que um dos casos do jogador teria ocorrido com a promoter Carol Sampaio, o qual foi descoberto por uma das filhas do casal. "Quem descobriu foi minha filha, quando pegou o celular dele para jogar e viu uma mensagem dela dizendo 'estou te esperando no Rio'".

Conforme a ex-esposa, o jogador admitiu a traição e pediu para ficar com ela, alegando que mudaria de telefone e até de time caso fosse necessário. Na época, ele atuava pelo Vasco, no Rio de Janeiro, e ela morava com as crianças em São José dos Campos (SP).

No Rio, inclusive, ele teria se envolvido com uma mulher chamada Samanta, segundo Patty. Já em São Paulo, ela afirma que Murilo Becker chegou a ficar com uma travesti — traição descoberta após a influenciadora olhar o celular do ex-marido enquanto ele dormia.

"Ele dormiu, olhei o celular dele. E vi a pesquisa travesti em Mogi das Cruzes e hotel barato em Mogi das Cruzes", relata, pontuando questões de saúde após as traições. "Tinha muito problema ginecológico e não entendia por quê. Ele colocava a vida da mãe dos filhos dele em risco".

Agressões sofridas

Patty Pontes voltou a tratar das agressões sofridas pelo ex-marido. "O primeiro tapa eu tomei com meu filho doente no colo eu caí, bati com a cabeça na parede. A segunda vez que fui agredida eu saí da casa, desci a escada", enumera.

Ela complementa dizendo ter pedido para a babá cuidar dos filhos enquanto ia a uma delegacia às lágrimas. "Liguei para minha mãe que é advogada e ela disse que atleta não tem seguro desemprego e que meus filhos ficariam sem pensão, pois ele seria preso", contou ela, que dependia totalmente dele.

"Nunca trabalhei depois que me casei, porque ele ganhava o suficiente para eu ficar em casa e cuidar dos nossos filhos. Ele pagava a babá. Eu sabia que se eu tomasse a decisão de separar, ele iria cumprir a promessa que fez, de me deixar sem dinheiro. E ele cumpriu", disse ela ao portal UOL.

Vergonha

Ao portal, Patrícia Pontes comentou ter vergonha das agressões. "Eu morria de vergonha de pensarem que a mãe perfeita na internet, aquela que dá conta de tudo, que se arruma, limpa a casa, cuida dos filhos sozinha, que é mãe solo e que abdicou de tudo apanhava. E apanhava na frente dos filhos".

A ex-esposa de Murilo Becker afirma ter pensado que "seria abraçada" após revelar o caso, mas passado por situação de descrédito. "Vi um tanto de mulheres me metralhando, dizendo que eu queria ibope, ser influencer — sendo que eu já trabalho com isso".

Além disso, algumas mulheres questionavam os motivos para as agressões, o que teria a feito se questionar sobre a exposição. No entanto, ela ressalta o lado positivo de trazer  o caso à tona: "Acabei de receber uma mensagem de uma amiga de Bauru (SP) dizendo: 'Todas as vezes que você me contou que ele te agredia eu falava 'Olha para a sua família, você tem uma família linda'. Me perdoa por te incentivar a voltar'".

Boletim de Ocorrência

Em Boletim de Ocorrência obtido pelo UOL, Patrícia relata que Murilo estava chegando de viagem com os filhos quando fora questionado por ela sobre o atraso. A ex-esposa teria, também, reclamado da presença da atual namorada do jogador no veículo, dado que isso iria contra um dos acordos entre eles.

Segundo informou à Polícia, Patrícia foi xingada e o ex-marido arremessou um tênis contra o rosto dela. Ainda na denúncia, ela diz ter tentado filmar o ocorrido, mas o jogador teria jogado o andador de um dos filhos no chão com força, pegado o celular dela e desferido dois socos na altura da boca da influenciadora.

Ao portal, a influenciadora pontuou ter chegado a temer pela vida. "Eu só pensei que ia morrer dessa última vez. Só nesta última agressão eu senti que ele é capaz de me matar", relatou.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil