Candidatos compartilham fotos e vídeos durante o Enem

A utilização de equipamentos eletrônicos durante a realização da prova é motivo para a eliminação do candidato

Mal os portões foram fechados, às 12h, e candidatos já compartilharam fotos e vídeos da prova do Enem 2014 na internet. O Ministério da Educação (MEC) diz que fiscalizará as redes sociais para identificar os usuários, pois o uso de qualquer dispositivo eletrônico é proibido no exame.

A regra está no edital: não é permitido portar máquinas calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, smartphones, tablets, iPods, pen drives, mp3 ou similar, gravadores, relógios, alarmes de qualquer espécie ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens.

Os candidatos que portarem qualquer um desses objetos durante a prova, que fizerem postagens de texto nas redes sociais ou trocarem mensagens eletrônicas ou por e-mail também estão sujeitos à eliminação.

Nas redes sociais, é possível encontrar fotos que mostram o ano 2014 impresso na prova e na folha de respostas. Por outro lado, alguns usuários compartilham fotos da prova de 2013 como brincadeira.

As provas do Enem estão sendo aplicadas neste sábado e domingo. O exame tem 8,7 milhões de inscritos e ocorre em 1.700 cidades brasileiras.

Conteúdo falso

Mais cedo, o Inep, órgão do Ministério da Educação responsável pelo Enem, negou a veracidade de supostas imagens da prova do exame deste ano que começaram a circular nas redes sociais.

"O Inep informa que o vídeo postado nas redes sociais com suposta prova do Enem 2014 tem conteúdo falso. A PF está apurando os responsáveis", diz o instituto em sua conta no Twitter.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil