Bebê de três meses sobrevive após carro cair de ponte e pais morrerem em Minas Gerais

O casal foi prensado pelo veículo e a criança foi achada entre os corpos, detalhou a Polícia Militar

Acidente em Minas Gerais
Legenda: A família retornava da casa de um amigo, cerca de 40 quilômetros de Riachinho
Foto: divulgação/ Polícia Militar

Um bebê de três meses sobreviveu após o carro em que estava com os pais cair de uma ponte de cinco metros de altura em Riachinho, Minas Gerais. O casal não resistiu à queda. A criança teve ferimentos graves e foi transferida de helicóptero, na quinta-feira (10), para Brasília, Distrito Federal. As informações são do G1.  

Motoristas que passavam pelo local do incidente relataram à Polícia Militar que encontraram o bebê após ouvi-lo chorar e gemer.   

“Testemunhas disseram que a criança chorava e gemia. Ela foi encontrada entre os corpos do pai e da mãe, que foram prensados pelo veículo”, detalhou o comandante do destacamento da Polícia Militar, sargento Antônio Barbosa Damasceno, ao portal de notícias. 
 

O acidente aconteceu quando a família retornava da casa de um amigo, por volta das 5 horas, no Assentamento de Lages, a cerca de 40 quilômetros do município.   

“Ele [pai] conhecia a estrada, tinha um lote na região. Aparentemente, antes de entrar em uma curva, que dá acesso à ponte, ele tentou frear. O carro caiu e foi parar em um córrego que está praticamente seco.”, informou o agente.

O bebê sofreu queimaduras graves e politraumatismo. Ele foi achado e socorrido por terceiros que passavam pelo local. Durante o trajeto até uma unidade de saúde eles encontraram uma ambulância, que terminou de conduzir a vítima para o atendimento médico.   

“As testemunhas falaram que a criança tinha queimaduras pelo corpo que, provavelmente, foram causadas pela mistura da gasolina que vazou com a água do córrego. Retirar o menino com vida foi um milagre, ele caiu em um local com muitas pedras, de uma altura de cinco metros e ainda sofreu queimaduras. Estamos todos orando para que ele sobreviva.”, detalhou o comandante.   

Após receber os primeiros cuidados em Riachinho, foi necessário transferir o bebê para o Hospital Municipal Dr. Joaquim Brochado, em Unaí (MG). Mas devido à gravidade dos ferimentos, a vítima teve que ser novamente encaminhada para outra unidade, dessa vez em Brasília, o Hospital de Base. O trajeto até o Distrito foi feito em um helicóptero do Corpo de Bombeiros.   

A perícia da Polícia Civil esteve no local do acidente. Os corpos das vítimas foram levados para o Instituto Médico Legal de Unaí. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil