Mhel Marrer é ameaçada após falar mal de mar de Praia Grande, em SP, e chamar moradores de 'feios'

A humorista do programa "A Praça é Nossa" (SBT) fez as declarações no programa de humor e nas redes sociais

Atriz e humorista Mhel Marrer no programa A Praça é Nossa, do SBT
Legenda: Ela comparou Praia Grande com a ex-garota de programa Bruna Surfistinha, pseudônimo usado por Raquel Pacheco, afirmando que, no município, "sempre cabe mais um"
Foto: Lourival Ribeiro/Divulgação/SBT

A atriz e humorista Mhel Marrer, da "Praça é Nossa" (SBT) recebeu ameaças de morte após fazer piadas sobre o município de Praia Grande, no litoral de São Paulo, na última quinta-feira (21). Ela fez as declarações no programa de humor e nas redes sociais. As informações são do G1.

Em uma das falas, a artista disse que a cidade é "suja" e que "todo mundo é feio". Depois que o fato aconteceu, a Prefeitura do local também criticou as opiniões de Mhel Marrer e emitiu uma nota oficial sobre o assunto (leia abaixo).

Ela comparou Praia Grande com a ex-garota de programa Bruna Surfistinha, pseudônimo usado por Raquel Pacheco, afirmando que, no município, "sempre cabe mais um".

A atriz ainda causou revolta nos moradores ao falar que a cidade "é uma praia do mesmo jeito que o Rio Tietê é um rio", acrescentando que pessoas só a usam o local "fazer as necessidades", e que, durante uma ida à praia, "teria ficado cheia de perebas".

Novas críticas na internet

Mesmo com a repercussão negativa gerada pelas declarações, a humorista respondeu com novas críticas ao município.

"Fiz umas piadas com a Praia Grande e agora a galera da Praia Grande tá poluindo meu Instagram com tanta m* que estou me sentindo o mar da Praia Grande", postou.

Durante um quadro do programa "A Praça é Nossa", do SBT, a atriz disse que o Praia Grande é um lugar "lotado", "sujo" e tem um mar "que não tem onda porque é muito lixo". Também afirmou que, lá, "todo mundo é feio".

Nas redes sociais, internautas criticaram o que a artista havia mencionado, e ela recebeu ameaças de morte dos moradores da cidade.

Em uma das mensagens recebidas por ela, um homem falou que a artista levaria tiros quando entrasse no Palácio das Artes para um show.

O G1 informou ter tentado entrar em contato com Mhel Marrer para ela que comentasse o caso, mas não recebeu retorno até a publicação da matéria.

Veja o que diz a Prefeitura

"Praia Grande exige respeito!

Em virtude das diversas manifestações sobre um vídeo humorístico que fala do município de modo pejorativo, a Prefeitura de Praia Grande explica que está enviando uma nota à produção do programa com um convite para uma visita à cidade, além de explicar sobre a bela história de superação de seu povo para acabar com uma triste estigma do passado, mostrando que hoje a cidade figura entre as mais desenvolvidas do Brasil e um dos destinos turísticos mais procurados do país, em virtude de suas belezas e infraestrutura.

A prefeitura repudia qualquer forma de violência verbal. Válido reforçar que o município é grande incentivador da cultura e respeita todos os tipos de arte, desde que não firam ou deturpem a imagem de pessoas ou instituições".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o Brasil

Assuntos Relacionados