Acusado que miou em julgamento é condenado à prisão perpétua na Argentina; veja vídeo

Ele foi acusado de matar a própria mãe e a tia em janeiro de 2019, em Mendoza

Após ter o julgamento interrompido por não parar de reproduzir ruídos semelhantes a miados durante uma audiência, realizada em outubro, o israelense Nicolas Gil Pereg foi condenado a prisão perpétua na quarta-feira (3). Ele foi acusado de matar a própria mãe, Pyrhia Saroussy, e a tia, Lily Pereg, em janeiro de 2019, em Mendoza, na Argentina.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo