VÍDEO: Imigrante é encontrado escondido em saco de lixo tóxico na Espanha

A guarda espanhola encontrou 41 imigrantes escondidos em caminhões, contêineres e veículos que iam embarcar em navios para chegar à Europa

imigrante
Legenda: Homem foi encontrado por guarda espanhol
Foto: Reprodução

Um imigrante foi encontrado escondido em um saco que continha lixo tóxico no porto de Melilla, um enclave espanhol no litoral norte de Marrocos, anunciou a Guarda Civil nesta segunda-feira (22).

A pessoa, encontrada na sexta-feira, foi localizada "dentro de um saco hermético de plástico, que continha cinzas procedentes da incineradora, material tóxico, segundo a lista europeia de resíduos", disse o corpo de segurança em um comunicado.

Um agente "primeiro observou o que parecia ser a perna inerte de uma pessoa", o que o levou a achar que estava morta, mas ao tirá-la "das cinzas, retomou a consciência e conseguiu salvar sua vida", diz o comunicado.

No total, a Guarda encontrou 41 imigrantes escondidos em caminhões, contêineres e veículos que iam embarcar em navios no porto de Melilla, com a intenção de chegar à Espanha continental. Quatro deles estavam dentro de um contêiner com vidros quebrados para reciclagem, "com o perigo das múltiplas arestas cortantes, em uma travessia que tem uma duração de cerca de sete horas", afirmou a Guarda Civil.

Em 2020, 41.861 imigrantes entraram clandestinamente na Espanha, tanto por via marítima como terrestre, uma quantidade 29% maior que a de 2019. Mais da metade desse total (23.023 pessoas) chegou em precárias embarcações nas ilhas Canárias, arquipélago espanhol atlântico em frente às costas africanas que registrou um aumento de 757% na chegada de migrantes em relação ao ano anterior.

Melilla recebeu 1.500 migrantes em 2020. Melilla e Ceuta, o outro enclave espanhol no Marrocos, são as únicas fronteiras terrestres da União Europeia com a África. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo

Assuntos Relacionados