ONU: Conselho de Segurança fará reunião de emergência sobre a Síria

Escalada de confrontos entre forças do país e da Turquia preocupa diplomacia

Legenda: Equipe de resgate carrega corpo em escombros de prédio atingido por bombardeio em Ariha, na província de Idlib, na Síria
Foto: Foto: AFP

O Conselho de Segurança da ONU se reunirá de emergência na quinta-feira (6) à tarde para discutir os últimos acontecimentos no noroeste da Síria, onde há uma escalada de confrontos entre as forças do país e da Turquia, disseram fontes diplomáticas nesta quarta-feira. 

A reunião foi solicitada por Estados Unidos, França e Reino Unido. O emissário da ONU para a Síria, Geir Pedersen, deve fazer uma exposição durante a reunião, que será pública, sobre a situação na região de Idlib, disseram as mesmas fontes. 

A escalada de tensão entre a Turquia e a Síria ocorreu após confrontos violentos e sem precedentes na segunda-feira entre tropas de ambos os países na província de Idlib, o último bastião jihadista e rebelde, que deixou mais de 20 mortos. 

Desde 2011, o conflito na Síria causou mais de 380 mil mortes e forçou milhões de pessoas a se mudarem.

Ultimato

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, fez nesta quarta-feira (5) um ultimato ao governo de Bashar al-Assad para que recue na região noroeste da síria, depois que vários confrontos provocaram atrito entre Ancara e Moscou, aliado de Damasco. Apesar das advertências, as forças do regime sírio prosseguiam com o avanço no noroeste do país.

Nas últimas 24 horas, as tropas sírias reconquistaram 20 cidades e vilarejos dos rebeldes e jihadistas no sul da província de Idlib, informaram a ONG Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH) e a agência estatal síria Sana.

As forças governamentais estão agora a menos de um quilômetro da localidade estratégica de Saraqeb, situada no cruzamento das rodovias M5, M4 e da estrada que leva a a Idlib, capital da província de mesmo nome, indicou o OSDH.
 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo