Após coma, mulher descobre que noivo não a visitou e a deixou por outra

A australiana Brie Duval tentou ligar para o noivo e descobriu porque ele não ia visitá-la na UTI

foto de jovem australiana que ficou em coma três meses
Legenda: No TikTok, a jovem compartilha algumas histórias e curiosidades sobre como foi ter sobrevivo ao acidente e ter estado em coma
Foto: Reprodução

A australiana Brie Duval, 25, que morava no Canadá e tinha um noivo com quem se relacionava há quatro anos, viu a vida virar de cabeça para baixo após sofrer um acidente, em 2020. Ela passou três meses em coma e quando acordou descobriu que o companheiro tinha a deixado e já estava morando com outra mulher. 

Ao despertar do coma, Brie tentou ligar para o homem, pois descobriu que ele não ia visitá-la na UTI. Ele recusou a ligação e ela resolveu mandar uma mensagem, ao passo que foi respondida já pela nova companheira: "Eu estou com ele, ele se mudou e agora vive comigo e com meu filho. Por favor, não o procure".

A única pessoa que ia visitar a jovem no hospital eram a melhor amiga, Sam, e a mãe dela, Sandy. As informações são do G1.

"Sandy costumava vir me visitar todos os dias enquanto morava na cidade, ela se certificava de que eu tinha tudo o que precisava, pois não tinha minha mãe de verdade comigo. Ela ficava por horas, jogava jogos de tabuleiro e mantinha contato com minha mãe. Ela estava bem no meio disso", disse Brie ao jornal The Sun. 

Após se recuperar, Brie voltou a morar na Austrália com o pai e a mãe, de quem pretende não desgrudar mais, segundo a publicação britânica. No TikTok, Brie compartilha algumas histórias e curiosidades sobre como foi ter sobrevivo ao acidente e ter estado em coma. 

Acidente 

O acidente que deixou Brie em coma aconteceu quando ela e amigos se divertiam e bebiam em um estacionamento que estava em obra. Uma das pontas da construção ainda não havia sido concluída, a jovem acabou pisando onde não devia e caiu. 

Ela passou por longas horas de cirurgia. Os médicos chegaram a dizer aos pais da australiana que ela só tinha 10% de chance de sobreviver. Apesar disso, eles optaram por deixá-la respirando por aparelhos. 

Ela começou a recobrar a consciência três meses depois, com um pouco de amnésia. Após acordar, ainda ficou mais dois meses no hospital em tratamento. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo

Assuntos Relacionados