Exército israelense reforça presença no Vale do Jordão, parte do território palestino

Nas principais cidades palestinas da Cisjordânia, protestos estão marcados para esta terça-feira (28) contra o anúncio em Washington do plano de paz estadunidense para o Oriente Médio, que beneficia apenas Israel

Legenda: Vista da área do Vale do Jordão invadida pelo exército israelense nesta terça-feira
Foto: AFP

O Exército israelense anunciou nesta terça-feira (28) que aumentou sua presença no Vale do Jordão, uma área estratégica da Cisjordânia ocupada, pouco antes do anúncio do plano de paz dos Estados Unidos para o Oriente Médio.

"Após uma avaliação da situação pelas Forças Armadas israelenses, foi decidido o reforço da segurança no Vale do Jordão com tropas de Infantaria", afirmou o Exército em um comunicado.

Segundo os palestinos e a imprensa israelense, o plano estadunidense incluiria, entre outras medidas, o reconhecimento oficial de Jerusalém como capital de Israel, a anexação dos assentamentos israelenses e o Vale do Jordão, uma área agrícola e estratégica responsável por cerca de 30% da Cisjordânia - território palestino ocupado por Israel desde 1967.

O Exército israelense não especificou o número de soldados destacados como reforços no Vale do Jordão, já controlado pelo Estado hebreu, mas que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu prometeu anexar a Israel em setembro passado.

Nas principais cidades palestinas da Cisjordânia, incluindo Nablus e Ramallah, protestos estão marcados para esta terça-feira contra o anúncio em Washington do plano de paz estadunidense para o Oriente Médio, já rejeitado pela Autoridade Palestina de Mahmud Abbas e pelo movimento islamita Hamas.  

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo