Companhia área compra aviões supersônicos que reduzem tempo de viagem pela metade

As aeronaves voam acima da velocidade do som, cerca de 2.000 km/h

Avião supersônico modelo Overture
Legenda: O modelo Overture tem 62 metros de comprimento e capacidade de 65 a 88 passageiros, todos da classe executiva
Foto: divulgação

A companhia aérea norte-americana United anunciou, nesta quinta-feira (3), a compra de aviões supersônicos – aeronaves que voam acima da velocidade do som. A empresa pretende iniciar o transporte de passageiros nos aviões até 2029. As informações são da CNN

Os novos modelos "Overture" podem atingir a velocidade de 2.000 quilômetros por hora e prometem reduzir em aproximadamente pela metade o tempo de viagem. Ou seja, seria possível fazer o trajeto entre São Paulo e Nova York em menos de seis horas. Em aeronaves comuns, a viagem entre as cidades tem duração de quase dez horas.   

Atualmente, os aviões alcançam a velocidade máxima de cerca de 950 km/h. Conforme a United, com os "Overture" atingindo o dobro de velocidade das aeronaves atuais será possível voar de 500 destinos em quase metade do tempo registrado com a atual frota. A empresa não divulgou quais destinos poderão receber os novos modelos.    

Projeto em desenvolvimento   

O avião supersônico ainda é um projeto da startup norte-americana Boom Supersonic, mas a previsão é que ele seja lançado até 2025, realize o primeiro voo em 2026 e transporte passageiros até 2029.   

Inicialmente, a United anunciou a compra de 15 unidades do modelo em desenvolvimento, e, segundo nota da companhia à impressa, vai seguir adiante caso o avião atenda aos requisitos de segurança, operação e sustentabilidade. Existe ainda a possibilidade da aquisição adicional de mais 35 unidades.  

Avião supersônico interior
Legenda: Aeronave deve ter janelas amplas
Foto: divulgação

Conforme o projeto da startup, o modelo Overture tem 62 metros de comprimento e capacidade de 65 a 88 passageiros, todos da classe executiva. Na parte interior, o avião deve ter janelas amplas e configuração sem assentos do meio – ou seja, passageiros só viajarão em lugar próximo à janela ou ao corredor. Com essas características, o avião supersônico deve ser direcionado especialmente aos passageiros de negócios.   

A companhia britânica Virgin e a japonesa JAL também têm pré-encomendas do avião, mas o negócio ainda não foi confirmado pelas empresas aéreas. 

Essa não é a primeira vez que modelos supersônicos são usados no transporte de viajantes. Na década de 1960, começou a ser fabricado o modelo europeu Concorde que voou acima da velocidade do som até o início dos anos 2000, inclusive com passagem pelo Brasil. Acidentes e altos custos de manutenção e do petróleo, além da elevada poluição sonora e ambiental motivaram a descontinuação do modelo. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo

Assuntos Relacionados