Cidade francesa decreta a obrigação "de ser feliz"

Serão proibidas, durante uma semana, músicas tristes e livros que terminam mal

Legenda: Prefeitura emitiu decreto proibindo tristeza por uma semana
Foto: Foto: Divulgação

O prefeito de uma pequena cidade no oeste da França decretou oficialmente a obrigação de "ser feliz" por uma semana do mês de outubro, proibindo, por ocasião de um festival local, músicas tristes e livros que terminam mal.

Utilizando a linguagem própria da administração francesa, Freddy Riffaud, prefeito sem partido político, de Essarts-en-Bocage (9 mil habitantes), publicou "um decreto municipal oficial" sobre a semana de 5 a 11 de outubro, durante a primeira edição do festival de música "Cidade feliz".

"Considerando a velocidade com que uma emoção negativa pode se espalhar e causar devastação" e "o alto risco de mau humor quando o outono chegar, bem como as baixas taxas de sol", o prefeito pede "para não deixar entrar em nosso território (... ) qualquer pessoa que possa impedir a expressão dessa emoção (felicidade)".

O decreto, de 13 de setembro, exige "proibir a divulgação de qualquer música que possa ser entendida como deprimente ou triste, filmes, histórias ou livros que terminam mal". 

Ele também pede "para produzir endorfinas, hormônios de bem-estar, rindo pelo menos três vezes por dia".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo

Assuntos Relacionados