Alberto Fernández: "América Latina deve se unir para recompor democracia na Venezuela"

Em evento promovido pelo jornal Clarín, Fernández ainda disse que espera uma relação "amistosa" com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Legenda: "Para informação de todos e todas, me encontro bem fisicamente e, embora quisesse terminar o dia do meu aniversário sem essa notícia, também estou de bom humor", publicou o presidente da Argentina nas redes sociais.
Foto: HO / Alberto Fernandez press office / AFP

O candidato vencedor das eleições primárias à presidência da Argentina, Alberto Fernández, afirmou que os países da América Latina devem se unir para "recompor a democracia na Venezuela", e que a candidata à vice em sua chapa, a ex-presidente Cristina Kirchner, tem a mesma percepção sobre o assunto. 

Cristina e seu falecido marido, Néstor Kirchner, que também foi presidente do país, apoiaram, no passado, os governos bolivarianos da Venezuela de Hugo Chávez e Nicolás Maduro.

Em evento promovido pelo jornal Clarín, Fernández ainda disse que espera uma relação "amistosa" com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já que seu eventual governo teria "abertura para dialogar e comerciar com o mundo inteiro".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo