Viúva de milionário da Mega Sena tem prisão preventiva decretada

Escrito por Agência Estado,

Segurança

Sob prisão temporária desde 30 de janeiro, Adriana Almeida, viúva do ganhador da Mega Sena, Renné Senna, teve a prisão preventiva decretada hoje pela juíza Renata Gil, da 2.ª Vara de Rio Bonito. A investigação da Delegacia de Homicídios concluiu que ela seria a mandante do crime.

Renata aceitou a denúncia do Ministério Público e decretou a prisão também dos outros cinco acusados, entre eles o ex-PM, Anderson Souza, apontado como o autor dos tiros que mataram Senna.

Os seis réus serão interrogados no processo na próxima terça-feira. O milionário morreu em 7 de janeiro, em Rio Bonito, interior do Estado. Ele ficou rico ao ganhar R$ 52 milhões na Mega Sena, em 2005. Ao decretar as prisões, a juíza justificou sua decisão afirmando que testemunhas declararam que se sentem ameaçadas por parte dos acusados.