Travesti morta em São Paulo a facadas é velada em Fortaleza

O velório de Manoel Augustinho da Silva Barros, conhecido como Manu, ocorreu em capela do bairro Álvaro Weyne

Legenda: A travesti Manu foi morta a facadas em Santo André (SP)
Foto: Arquivo pessoal

A travesti Manoel Augustinho da Silva Barros, de 25 anos, conhecida como Manu, foi velada nesta sexta-feira (20), na Capela São Francisco, no bairro Álvaro Weyne. Manu foi morta a facadas por um caminhoneiro na cidade de Santo André, em São Paulo.

O crime aconteceu na última quarta-feira (18). Um caminhoneiro, identificado como Ozail Ferreira Vilar, de 37 anos, foi preso em flagrante. 

Segundo familiares da vítima, o homem a matou depois de discussão, por ter feito um programa com Manu e não ter pagado o valor acertado.

Ele confessou o crime à polícia, mas afirmou que foi em legítima defesa, pois havia sofrido tentativa de assalto por Manu. Ele foi autuado por homicídio simples. 

O enterro da vítima ocorre neste sábado (21), no Cemitério São João Batista, no Centro de Fortaleza. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança