Suspeitos de matar e filmar execuções a mando de facção são presos em Caucaia

Dupla é suspeita de participação em homicídio que terminou com chacina no Município em abril e seria ligada a chefes do crime

material apreendido pela polícia
Legenda: Entre os itens apreendidos, uma arma com cabo de ouro
Foto: Divulgação

Dois homens suspeitos de assassinatos a mando de facção criminosa do Rio de Janeiro foram presos em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, nesta segunda-feira (10). A dupla é apontada como responsável pela morte de um comerciante do Município, crime que culminou em chacina com a morte de quatro pessoas em abril.

Mateus da Silva Sales, de 19 anos, e José Clenivaldo da Silva Sales, de 20, foram presos no bairro Parque Santa Maria. Com eles, foi apreendida uma pistola glock com cano de ouro e alguns carregadores com munição.

A arma era utilizada nas execuções e constantemente ostentada em vídeo dos crimes, que eram divulgados nas redes sociais. 

Investigações

Prisão ocorre após investigação conjunta entre as polícias Militar e Civil, com a Delegacia Municipal de Caucaia.

Conforme o tenente-coronel Hideraldo Bellini, comandante do Batalhão de Caucaia, a dupla presa já estava no radar das diligências. Eles conseguiram ser localizados por conta de vídeos nas redes sociais e características como tatuagens e a pistola. 

Os suspeitos foram associados a diversos crimes de execução, conforme Bellini. Algumas das ações, inclusive, já teriam sido confirmadas pela própria dupla após a prisão.

Pistola dourada

A pistola com cano de ouro, segundo apurações da Polícia, pertence a Alban Darlan, traficante chefe de facção morto no Rio de Janeiro no ano passado. Informações já confirmavam o fato, mas o armamento só foi apreendido nesta segunda-feira.

Alban Darlan Batista Guerra, de 25 anos, mais conhecido como Darlan, era um dos criminosos mais procurados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS-CE). A ele são atribuídas dezenas de homicídios.

Alban Darlan, criminoso morto no ano passado, segurando pistola com detalhe dourado
Legenda: A pistola era a marca registrada de Darlan
Foto: Reprodução

Os presos em Caucaia nesta segunda (10) também seriam ligados a Francisco Cilas de Moura Araújo, o 'Mago', número 1 de organização criminosa preso em 2020 no Piauí.

>> Saiba quem foi Darlan, chefe de facção criminosa morto no Rio de Janeiro

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança