Suspeitos de integrarem facção criminosa exibem armas e efetuam disparos em Fortaleza

Os suspeitos aparecem, ainda, pichando muros e propriedades da região localizada no bairro Floresta

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou no final da manhã desta quinta-feira (21), que a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) investiga um vídeo no qual integrantes de uma facção criminosa exibem armas de fogo e realizam disparos no bairro Floresta, em Fortaleza. O objetivo da investigação é identificar e prender as pessoas que aparecem no vídeo.

Nas imagens, gravadas por um dos suspeitos, é possível ver homem empunhando uma arma de fogo e ameaçando grupos rivais. Em um determinado momento do vídeo, ele diz “picha é tudo” enquanto os outros comparsas realizam inscrições em muros e paredes de casas próximo a Lagoa do Urubu. Em seguida, acontece um tiroteio.

Conforme a Secretaria , o vídeo, que circula nas redes sociais desde a última quarta-feira (20), está sendo investigado pelo 7º Distrito Policial (Pirambu). O Órgão informou também que há um trabalho em conjunto das Polícias Civil e Militar no Floresta e em outros bairros próximo à região onde aconteceu o tiroteio, “com o objetivo de capturar integrantes de organizações criminosas.”

De acordo com a Pasta, tanto a PM quanto a Polícia Civil intensificaram ações de combate à criminalidade e captura de suspeitos e que, pelo menos, seis armas de fogo foram apreendidas na área de segurança da qual o bairro Floresta faz parte na última semana.

Conforme ainda a Instituição, a população pode ajudar nas investigações da Polícia ao repassar informações sobre o crime, por meio do número 181, o Disque-Denúncia da SSPDS ou ainda para ‪‪(85) 3101.2232, do 7º DP. Conforme a Secretaria, o sigilo e o anonimato são garantidos.

Apologia ao crime na Grande Fortaleza

Em Eusébio, município da Grande Fortaleza, a Polícia Civil  investiga outros vídeos de apologia ao crime feitos por uma organização criminosa na região. Nas imagens, os homens aparecem armados e usando coletes à prova de balas na localidade de Uretama. 

A Secretaria informou que Delegacia Metropolitana do Eusébio, localizada no Centro da cidade, é a responsável pelas investigações do caso. A SSPDS afirmou que agentes de segurança trabalham em conjunto para identificar e capturar os suspeitos.