Suspeito de roubar carga de R$ 23 mil em cosméticos é preso no bairro Serrinha

O suspeito, que agiu com um comparsa, obrigou o motorista do caminhão a fazer o transbordo da carga para o carro que foi utilizado no crime

Legenda: Carro utilizado pelos suspeitos que seguiram caminhão e roubaram carga de cosméticos
Foto: SSPDS/Divulgação

Um homem de 37 anos foi preso nesta sexta-feira (18) suspeito de roubar uma carga de cosmésticos avaliada em R$ 23 mil de um caminhão no bairro Castelão, em Fortaleza. O crime aconteceu na quinta-feira (17), e o suspeito foi preso no bairro Serrinha.

O motorista havia parado o caminhão para fazer uma entrega quando foi surpreendido pelo assaltante, que agiu com a ajuda de um comparsa. O motorista ainda foi obrigado pelos assaltantes a ajudar a fazer o transbordo da carga para o carro que foi utilizado no crime.

Conforme o delegado Rafael Biazi, adjunto da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC), o suspeito preso, identificado como Rafael Martins do Nascimento, foi localizado em frente à casa dele após a polícia receber denúncias sobre o paradeiro do carro que ele usou para praticar o crime.

"A polícia chegou até Rafael por meio do veículo que foi usado na ação. A polícia soube que era um Siena, soube da placa do veículo, identificou a região que eles estavam rodando pelas câmeras de videomonitoramento e conseguiram localizar o veículo no bairro Serrinha", diz o delegado. 

Dupla seguiu caminhão

Segundo Biazi, a dupla seguiu o caminhão com os produtos e esperou o motorista parar o veículo durante uma entrega para fazer a abordagem. 

"A carga estava em um caminhão de cosméticos. Quando fizeram a abordagem ao caminhão, o motorista tinha parado para fazer uma entrega, aí abordaram, fizeram menção dizendo que estavam armados e fizeram o transbordo da carga em um local ali próximo", conta o delegado.

"Como eram duas pessoas, eles exigiram que a vítima ajudasse a fazer o transbordo para o veículo Siena. Aí, feito o transbordo, eles se evadiram do local e abandonaram a vítima ali mesmo", pontua.

A polícia encontrou o carro usado no crime e tomou conhecimento por populares que o dono do veículo seria Rafael e conseguiram localizar a casa dele. O suspeito, que já fazia uso de uma tornozeleira eletrônica, confessou o crime. Ele afirmou que agiu com um comparsa.

Após a prisão, o suspeito indicou uma residência onde parte da carga foi encontrada pela polícia. O segundo suspeito do crime ainda não foi identificado, e a polícia trabalha para capturá-lo.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança