Suspeito de fornecer droga a organização criminosa do Ceará é preso em Rondônia

O negócio envolvia altas quantias de dinheiro, chegando a movimentar R$ 3 milhões por mês e R$ 100 milhões nos últimos anos, informou a Polícia Civil

Legenda: A operação contou com equipes da Delegacia de Narcóticos (Denarc) do Ceará, com apoio da Polícia Civil do Estado de Rondônia (PCRO)
Foto: Polícia Civil

Um homem suspeito de fornecer droga para uma organização criminosa no Ceará, identificado como Francisco Rodrigues dos Santos, 38, foi preso na última terça-feira (1º), no bairro Rio Madeira, em Porto Velho, em Rondônia. De acordo com a Polícia Civil, o negócio envolvia altas quantias de dinheiro, chegando a movimentar R$ 3 milhões por mês e R$ 100 milhões nos últimos anos. Ele era foragido dos estados do Ceará, Piauí e Amazonas.

Na ofensiva, foram apreendidos com o cearense documentos falsos com nome de terceiros. Contra ele, havia três procedimentos por tráfico de drogas, dois homicídios e um roubo a banco. O homem também era alvo da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) por integrar organização criminosa, e investigado também por tráfico de drogas. A investigação contou com apoio do Departamento de Inteligência Policial (DIP).

Prisão do irmão

No último dia 24 de novembro, o irmão de 'Bodim', como Francisco era popularmente conhecido, Reginaldo Rodrigues dos Santos, 33, também foi preso, no bairro Bom Jardim, em Fortaleza. Ele é suspeito de intermediar as negociações entre 'Bodim' e uma segunda organização criminosa.

Além do flagrante pelo uso de documento falso, Reginaldo Rodrigues estava na posse de dois quilos de cocaína e ofereceu R$ 100 mil para que os agentes de segurança pública não o capturassem.

Ele também foi preso preventivamente por tráfico de drogas interestadual e associação para o tráfico de drogas. No imóvel onde estava residindo, em um flat na Avenida Beira Mar, em Fortaleza, foram localizados vários documentos de imóveis avaliados em mais de R$ 1 milhão em propriedades. Na ofensiva, um carro avaliado em R$ 70 mil, que estava com o suspeito, foi apreendido.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança