Receita Federal recolhe celulares, TVBox e smartwatches sem notas fiscais em lojas de Fortaleza

Além disso, 69 sacas com acessórios falsificados de marcas famosas de celulares foram apreendidas.

Legenda: Produtos apreendidos sem nota fiscal em operação da Receita Federal em Fortaleza
Foto: Divulgação

Uma operação da Receita Federal realizada em empresas que comercializam eletrônicos recolheu equipamentos sem notas fiscais e 69 sacas com acessórios falsificados de celulares, na região central de Fortaleza, nesta quinta-feira (17). O trabalho foi feito com apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core), da Polícia Civil do Ceará.

A maior parte do material ilegal apreendido era de capas de celulares de marcas famosas. Também foram retidos TVBox, celulares e smartwatches que apresentavam importações irregulares, sem o devido pagamento de impostos, informou a Receita.

Legenda: Produtos apreendidos em fiscalização da Receita Federal em Fortaleza
Foto: Divulgação

Os responsáveis pelas empresas, além de perderem as mercadorias, podem responder a uma representação fiscal para fins penais pelos crimes. A pena para esse crime pode variar de 1 a 4 anos de prisão mais multa, segundo a lei, informou a Receita Federal.

O órgão reforçou, ainda, que tem sido feito um mapeamento dessa comercialização irregular e um trabalho de combate ostensivo na cidade.

“Uma vez que as práticas trazem enormes prejuízos aos detentores das marcas e aos importadores que atuam de forma regular e subtraem os empregos legítimos gerados pela atividade legal, além dos prejuízos causados à economia nacional e aos cofres públicos devido à sonegação de impostos”, destacou a Receita.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança