Receita Federal encontra 17 kg de skunk com passageiros no Aeroporto de Fortaleza

Em geral, os efeitos da droga são semelhantes aos da maconha

Cão farejador encontrou droga em diferentes malas
Legenda: Cão farejador encontrou droga em diferentes malas
Foto: Divulgação/Receita Federal

Mesmo com intensas fiscalizações, passageiros seguem sendo descobertos com drogas em malas no Aeroporto de Fortaleza. Na tarde deste sábado (17), a Receita Federal reteve cerca de 17 kg de skunk com dois passageiros de Guarulhos (SP). 

Ao passar pelo scanner, a primeira mala com conteúdo foi selecionada por suspeição dos servidores que atuam na repressão e fiscalização da Receita Federal no Aeroporto de Fortaleza. Submetida à inspeção do cão de faro, agente canino Ithor, houve a indicação de possibilidade de existência de droga. 

No saguão do aeroporto o passageiro foi abordado e conduzido para a sala da Inspetoria da Receita Federal. Aberta a mala na presença do suspeito, foi localizada a quantia de aproximadamente 10 kg de skunk. Confrontado, o passageiro indicou outro colega que o acompanhava no mesmo voo.

Droga apreendida com um dos passageiros no Aeroporto de Fortaleza
Legenda: Droga apreendida com um dos passageiros no Aeroporto de Fortaleza
Foto: Divulgação/Receita Federal

Já fora da área de esteiras de bagagens, o outro rapaz foi conduzido para a sala da inspetoria e confirmada a informação de que portava na mala quase 7 kg da mesma substância. Ambos foram conduzidos para a Superintendência da Polícia Federal que dará prosseguimento às investigações. 

A Receita Federal atua muitas vezes em parceria com as polícias estaduais e federais, em combater o tráfico de entorpecentes e a chegada de mercadorias sem o devido processo legal de importação. 

O que é skunk?

O skunk é a maconha modificada geneticamente para aumentar a concentração de THC, sigla dada para a principal substância psicoativa encontrada na planta.

Nos usuários de skunk, a droga começa a ser absorvida pelo fígado até que o composto THC alcance o cérebro e o aparelho reprodutor.

Em geral, os efeitos da droga Skank são semelhantes aos da maconha: excitação, aumento de apetite por doces, olhos vermelhos, pupilas dilatadas, alucinações e distúrbios na percepção de tempo e espaço.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança