Preso que chefiava tráfico de drogas em penitenciária de Pernambuco é transferido para o Ceará

Paulo Henrique Oliveira dos Santos, 42, é apontado pela Polícia Civil como chefe do grupo que transportava entorpecentes do Paraná ao Ceará

Viatura Polícia Civil
Legenda: Paulo Henrique já responde por roubo com restrição de liberdade, associação criminosa, ameaça, porte ilegal de arma de fogo, além de ser condenado pelo crime de extorsão mediante sequestro
Foto: Divulgação/SSPDS

A Polícia Civil cumpriu, sexta-feira (19), três mandados de prisão contra suspeitos de tráfico de drogas, entre eles contra Paulo Henrique Oliveira dos Santos, 42, apontado como chefe do grupo que transportava os entorpecentes do Paraná ao Ceará. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), que divulgou as informações nesta terça (23), ele comandava o esquema de dentro de uma penitenciária de Pernambuco. Logo após ser descoberto, o preso foi transferido para o Ceará.

Segundo a pasta, as investigações se aprofundaram depois da prisão de um dos homens mais procurados do Ceará, Lindemberg Vieira Viana, o "Detento", e a companheira dele, Maria Thaís Paiva Freitas, a "Gueixa", em novembro de 2020. Com base nas apurações, a Polícia Civil constatou que "Gueixa" teria envolvimento com o tráfico de drogas e ligação com Paulo Henrique, conhecido como "Sassá" ou "Charles Chaplin".

Ainda segundo os levantamentos, Maria Thaís seria a responsável pela distribuição e prestação de contas relacionadas à venda dos ilícitos dentro do grupo. Contra ela, que cumpria prisão domiciliar respondendo pelos crimes de tráfico de drogas e envolvimento acerca de um homicídio ocorrido em Forquilha, interior do Ceará, foi cumprido um mandado de prisão.

Antecedentes criminais  

Paulo Henrique já responde por roubo com restrição de liberdade, associação criminosa, ameaça, porte ilegal de arma de fogo, além de ser condenado pelo crime de extorsão mediante sequestro, informou a Secretaria da Segurança Pública. 

Tanto o mandado de prisão preventiva em desfavor de Maria Thaís quanto o de Paulo Henrique são referentes aos crimes de integrar organização criminosa e tráfico de drogas, explicou a instituição.

Outra prisão

Também na última sexta-feira (19), a Polícia Civil do Paraná cumpriu um mandado de prisão temporária pelos crimes de integrar organização criminosa e tráfico de drogas contra um caminhoneiro.

As investigações apontam que o homem seria responsável pelo transporte das drogas do Paraná para o Ceará. A captura ocorreu em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. 

Conforme a Segurança Pública, baseada nas apurações da Polícia Civil, cerca de uma tonelada de drogas foi movimentada pelo trio. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança