Prefeito de Assaré e filho são alvos de operação que cumpre 13 mandados em três cidades

Os mandados da operação “Coisas de Pai” foram expedidos pelo Tribunal de Justiça do Estado do Ceará. Um empresário foi preso por porte de armas

Legenda: A sede da Prefeitura de Assaré foi alvo de mandados de busca e apreensão.
Foto: Arquivo SVM

Treze mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede da Prefeitura de Assaré, e em empresas de Juazeiro do Norte e de Fortaleza, na manhã desta quarta-feira (4). A operação “Coisas de Pai”, deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), visa o combate à licitações fraudulentas e tem como alvos o prefeito da cidade e o filho dele, que é chefe de gabinete da gestão municipal.

Imóveis residenciais dos dois, Francisco Evanderto Almeida e Francisco Paulo Paiva Almeida, respectivamente, passaram por buscas. Aparelhos celulares, equipamentos eletrônicos e documentos, foram apreendidos na sede da prefeitura e nas residências dos suspeitos. Durante as buscas, um empresário do ramo da construção civil foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. 

O Diário no Nordeste procurou a Prefeitura de Assaré para se manifestar sobre o caso. Contudo, não houve retorno dos contatos.

As investigações do MPCE apontam para a suspeita de desvio de dinheiro público em contrações, nas áreas de fornecimento de combustível, realização de obras e locação de veículos.  

A operação “Coisas de Pai” acontece por meio da Procuradoria de Justiça dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap), com o apoio de promotores de Justiça da região do Cariri e do Departamento Técnico Operacional (DTO) da Polícia Civil do Estado do Ceará.

Condenação por nepotismo

O prefeito de Assaré, Evanderto Almeida, já havia sido alvo de uma ação civil pública do MPCE por suspeita de nepotismo, em novembro de 2018. O MP pediu afastamento dos agentes públicos que eram familiares do prefeito. A esposa, o filho, a nora e a sobrinha, eram servidores do município.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança