Policiais militares alvos de operação enterravam armas ilícitas dentro de quartel em Cascavel

Os PMs, que integravam uma organização criminosa, também comercializavam drogas com outros criminosos

O quartel da Polícia Militar do Ceará (PMCE) localizado em Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), era utilizado por policiais militares para enterrar armas de fogo de origem ilícita, conforme apurou a reportagem. Os PMs, que integravam uma organização criminosa, também comercializavam drogas com outros criminosos.

Os agentes de segurança foram alvos de duas operações deflagradas pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) nesta quarta-feira (30). Na Operação Crotalus, o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) cumpriu seis mandados de prisão e outros seis de busca e apreensão, contra 5 civis e um PM.

De acordo com informações do MPCE, a investigação teve início em maio de 2019, após a descoberta de uma organização criminosa liderada por um policial militar, atuante no município de Cascavel, que foi preso na operação. 

O PM possuía uma influência muito grande no meio dos traficantes do município, sendo o principal fornecedor de drogas naquela localidade. A partir do militar, o Gaeco identificou os outros membros do grupo criminoso, para os quais ele delegava funções e ordens.

O grupo era integrado, em sua maioria, por civis, que se organizavam de forma estruturada para comercializarem entorpecentes. Cada membro ocupava uma função, que ia desde a guarda da droga até a negociação e revenda a pequenos traficantes locais. Outros faziam o recolhimento do valor apurado com a venda dos entorpecentes. Os policiais militares davam suporte a esta organização criminosa.

Os mandados foram expedidos pela Vara de Delitos de Organizações Criminosas. A operação contou com o apoio do Departamento Técnico Operacional (DTO), da Polícia Civil do Ceará (PCCE); da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS); e do Comando da Polícia Militar.

Mais dois PMs alvos de mandados de prisão

Simultaneamente, o Núcleo de Investigação Criminal (Nuinc), do MPCE, deflagrou a Operação Oculta, para combater crimes praticados por mais dois policiais militares da ativa lotados em Cascavel. Os mandados foram expedidos pela Auditoria Militar.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança