Polícia prende em Fortaleza membros de organização especializada em furtos a lojas de shoppings

Três pessoas foram presas na capital cearense e são suspeitas de assaltar uma joalheria

Peças com ouro e pedras preciosas foram apreendidas
Legenda: Peças com ouro e pedras preciosas foram apreendidas
Foto: Divulgação

A Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) desmembrou uma organização criminosa do Distrito Federal com ramificação interestadual especializada em furtos a lojas de shoppings de capitais. A Operação Dédalo, desencadeada no último dia 13 em Fortaleza, mas com informações detalhadas nesta segunda-feira (18), culminou na prisão de cinco pessoas; três delas em Fortaleza. Estas, por sua vez, compõem uma célula do grupo, e participaram de um assalto a uma joalheria em um polo de vendas da Capital quatro dias antes

Segundo o titular da DRF, Rommel Kerth, o trio organizou duas ações simultâneas na Capital, na madrugada do último dia 9 de janeiro. O alvo principal era o cofre de uma loja de joias. Contudo, por falta de ferramentas capazes de furar o acesso, eles resolveram invadir uma livraria vizinha. "Nós temos a total convicção que o objetivo maior era a joalheria, mas em decorrência da impossibilidade das ferramentas serem transportadas para a joalheria, necessárias para o rompimento do cofre, essa quadrilha dividiu as ações", explica.


Anéis, brincos e colares foram alguns dos itens roubados
Legenda: Anéis, brincos e colares foram alguns dos itens roubados
Foto: Divulgação


Um dia antes do assalto, em 8 de janeiro, o bando já havia ido ao shopping conhecer a estrutura interna e planejar o trajeto da ação criminosa. Para chegar à joalheria, um dos integrantes passou pela área de serviço e entrou pelo duto do sistema de ar-condicionado

"Ele vai rastejando até a joalheria. É interessante ressaltar que os integrantes que nós identificamos que fazem esse tipo de ação de penetração, são pessoas de baixa estatura. Uma pessoa de porte médio não consegue entrar", assegura Rommel. 

Um vídeo gravado pelo circuito interno de monitoramento da loja mostra o suspeito fazendo o levantamento das peças disponíveis em prateleiras e guarda o material furtado. 

Enquanto o homem subtraí os itens, os demais integrantes usaram uma estratégia diferente. Eles adentraram à livraria vizinha através de fraude.

Apoio de outros estados

Com a prisão de três pessoas no Ceará, logo as investigações chegaram a outros nomes. A Polícia descobriu um pacote, fruto do roubo, enviado para Goiás pelos Correios. Prontamente, houve um contato com a segurança corporativa da empresa que prestou apoio no rastreamento da carga no Ceará e em Brasília.

Segundo Rommel Kerth, a entrega do pacote chegou a ser realizada em Anápolis (GO) e resultou na prisão de uma pessoa. "Acionamos a Polícia de Goiânia, através do Deic. Policiais foram imediatamente parta Anápolis e conseguiram prender Vanessa de Araújo Silva, 21 anos, com parte do produto furtado. Para nossa surpresa era apenas um telefone celular". A moça foi presa por receptação.

Na mesma noite, a Polícia continuou as investigações e descobriu um segundo pacote, enviado para Brasília. "Mediante as nossas informações, policiais de Brasília fizeram uma ação controlada. Acompanharam a carga até o local de entrega e comprovaram a presença das joias". Vanessa dos Santos Carneiro, 31, foi presa em Brasília.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados