Polícia Civil faz apreensão de mais de 30 mil medicamentos em mais de 600 caixas em Icó e Russas

Os medicamentos, segundo as autoridades policiais, têm origem ilícita

Mais de 600 caixas de medicamentos foram encontradas pela polícia
Legenda: Mais de 600 caixas de medicamentos foram encontradas pela polícia
Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) realizou operação em Icó e Russas onde apreendeu mais de 600 caixas de medicamentos com mais de 30 mil medicamentos, entre comprimidos e frascos. Entre os fármacos, também foram encontrados 280 comprimidos de um medicamento que possui a venda proibida em território brasileiro: o Pramil, de fabricação paraguaia. A ação ocorreu na última terça-feira (25), mas as informações foram divulgadas pela Polícia Civil nesta sexta-feira (27). 

De acordo com o delegado Glauber Ferreira da Delegacia Regional de Icó, as equipes chegaram aos materiais após uma denúncia acerca de um homem suspeito de manter armas de fogo e medicamentos falsificados na região. “A partir disso, a Polícia Civil do Estado do Ceará representou pelo mandado de busca e apreensão nos endereços do suspeito e realizou a apreensão de diversas caixas de medicamentos. Medicamentos, esses, que exigem a receita médica para serem comercializados”, disse.

O Pramil, de fabricação paraguaia, não pode ser comercializado no Brasil por não ter registro da Anvisa
Legenda: O Pramil, de fabricação paraguaia, não pode ser comercializado no Brasil por não ter registro da Anvisa
Foto: Polícia Civil

O Pramil, de fabricação paraguaia, não tem registro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ou seja, não pode ser comercializado no Brasil. Ainda de acordo com as buscas, nenhuma nota fiscal que comprovasse a origem do material foi encontrada. A Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Icó, instaurou um inquérito policial visando dar continuidade às investigações e capturar o proprietário do material.

Denúncias

A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas pelo número (88) 3561.5551, da Delegacia Regional de Icó. O sigilo e o anonimato são garantidos.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança