Polícia apreende 360 máscaras hospitalares que eram vendidas pelo Whatsapp em Fortaleza

Cada unidade estava sendo vendida por R$ 30, valor dez vezes maior do que o preço praticado antes da pandemia do novo coronavírus

Legenda: Máscaras hospitalares vendidas pelo WhatsApp são apreendidas pela polícia em Fortaleza
Foto: Foto: Polícia Civil/ Divulgação

A polícia apreendeu 360 máscaras hospitalares que eram comercializadas de maneira irregular e com preço abusivo, no Bairro Jardim Cearense, em Fortaleza, em operação conjunta com o Ministério Público, nesta terça-feira (24). 

O material era comercializado pelo WhatsApp, de acordo com publicação do secretário da Segurança do Ceará, André Costa, no Twitter. Cada unidade estava sendo vendida por R$ 30, valor dez vezes maior do que o preço praticado antes da pandemia do novo coronavírus. 

“Esse material é um insumo de proteção individual, as pessoas não devem se utilizar desse momento de escassez para elevar o preço e tentar obter lucro desenfreado devido à necessidade da população, pois configura crime no Código do Consumidor. A Polícia Civil está atuante e fiscalizando”, disse o delegado geral da Polícia Civil do Ceará, Marcus Rattacaso.

Petrobras reduz preço da gasolina em 15% nas refinarias a partir desta quarta

> Oficinas, indústrias têxteis e mais empresas no Ceará são liberadas para funcionar; confira lista

As máscaras foram encontradas em uma residência, no Bairro Jardim Cearense. O responsável pelos produtos e pelo comércio ilícito não estava no local. Mas, de acordo com a polícia, ele já foi identificado. 

Os produtos foram levados para a sede do 19º DP, onde o material ficou custodiado. Um boletim de ocorrência foi registrado com a apreensão, segundo a Polícia Civil. 

As farmácias tiveram de limitar a quantidade de máscara vendida por pessoa há cerca de 10 dias, por causa da alta procura pelo produto com o avanço do coronavírus, de acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Produtos Farmacêuticos (Sincofarma), Antônio Félix

O Ceará tem 185 casos confirmados de Covd-19, de acordo com o mais recente boletim da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), divulgado na tarde desta terça-feira (24). 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados