Perícia conclui laudos de DNA de três pessoas achadas mortas dentro de barco em mar de Fortaleza

Os corpos foram localizados no último dia 1º de abril. A Polícia Federal suspeita que os cadáveres encontrados em um barco próximo ao Porto do Mucuripe sejam de três africanos

corpos africanos barco marinha
Legenda: Os corpos foram encontrados no dia 1º de abril de 2021, em Fortaleza. A Marinha foi acionada para auxiliar no resgate
Foto: VC/Repórter

A Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) por meio da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) concluiu laudos dos três cadáveres encontrados dentro de uma embarcação, no mar de Fortaleza. Os resultados das perícias devem ser enviados à Polícia Federal a qualquer momento e auxiliarão no andamento da investigação do caso.

Enquanto isso, a PF permanece investigando as circunstâncias das mortes das vítimas. A suspeita, até então, é que os mortos fossem africanos, "em razão da origem dos objetos e do dinheiro encontrados no barco", disse a Polícia. Dois corpos eram do sexo masculino e um do sexo feminino.

A identidade de cada uma das vítimas deve ser revelada nos próximos dias. Segundo a Pefoce, as perícias aconteceram de forma minuciosa devido ao estado que os corpos se encontravam, e os laudos dos DNAs e impressões digitais concluídos.

Imagens da embarcação

Dois dos três corpos tiveram impressões digitais coletadas pelo Laboratório de Identificação Necropapiloscópica (LIN). Já o terceiro corpo, em estado mais avançado de decomposição, passou por exames no Núcleo de Tanatologia e Antropologia Forense.

Polícia Federal disse à reportagem que aguarda receber os laudos para estabelecer uma linha investigativa precisa. De acordo com a PF, são várias às hipóteses até então.

Podem ser imigrantes que tentavam chegar à Europa; vítimas de tráfico de pessoas; ou podem estar envolvidos em outro tipo de delito"

As linhas investigativas devem começar a ser confirmadas ou afastadas conforme os resultados das necropsias e das extrações de dados dos equipamentos apreendidos, segundo a Polícia.

Ocorrência

Segundo fontes ouvidas pelo Diário do Nordeste, o barco foi achado por um grupo de pescadores, no dia 1º de abril de 2021. A Marinha do Brasil chegou a ser acionada e um navio rebocador da instituição foi ao local para o resgate. Os cadáveres, conforme os relatos, foram içados e colocados em um freezer para a realização de perícia.

No dia do fato, a PF divulgou que a embarcação estava a cerca de 560 milhas náuticas — o que equivale a 1037,12 quilômetros (km) — distante de Fortaleza. Foram apreendidos aparelhos celulares no barco.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança