Nove pessoas suspeitas de homicídios são capturadas com armas e munição em Caucaia

Operação da Polícia Militar foi realizada nesta segunda-feira (23) após informações de que o grupo tinha assassinado duas pessoas na região conhecida como Tucunduba.

Legenda: Armas e coletes balísticos foram encontrados no meio da mata em posse dos suspeitos
Foto: Foto: SSPDS

Um grupo formado por oito homens e um adolescente foi capturado durante uma operação realizada nesta segunda-feira (23) por policiais da Subagência de Inteligência (Sai) e da Força Tática (FT), da Polícia Militar do Ceará. Eles são suspeitos de dezenas de homicídios no Distrito de Tucunduba, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza. Os suspeitos estavam em um matagal com metralhadoras, munição e colete balísticos, que foram apreendidos.

Segundo o tenente-coronel Silveira, os suspeitos pertencem a um grupo criminoso formado por pelo menos 15 pessoas. "Eles são responsáveis por dezenas de homicídios nesta região. O mais recente foi praticado contra um senhor que foi arrebatado de sua casa e morto a tiros. Ele estão em conflito com outro grupo criminoso rival pelo domínio de território", revelou.

A Secretaria da Segurança Pública informou que as buscas aos suspeitos se intensificaram depois que os policiais receberam a informação de que um adolescente de 13 anos foi assassinado a tiros na madrugada do domingo (22).

Na manhã desta segunda-feira (23), um senhor de 58 anos também foi morto na região após ser arrebatado de casa pelos criminosos para ser executado a tiros.

Os homens e o adolescente estavam escondidos no meio da mata na localidade de Munguba, no Icaraí. Durante a aproximação dos PMs houve tiroteio, mas ninguém ficou ferido. O grupo recebeu voz de prisão e foi detido. Com eles foram encontrados duas metralhadoras artesanais de calibre 38 e uma pistola 380, além de um revólver calibre 38, quatro coletes balísticos, duas balaclavas, 12 munições de calibre 12 e 24 munições de calibre 38.

Pelo menos seis deles já tinham passagens pela polícia por crimes como roubo, tráfico e posse de drogas, ameaça e delitos contra a administração pública.

Todos foram conduzidos para a sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), bem como todo o material que foi apreendido.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança

Assuntos Relacionados