MPCE pede afastamento de delegado titular de Pacatuba

Secretaria da Segurança afirma que não compactua desvio de servidores; Controladoria diz que abriu procedimento investigativo

A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Pacatuba ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) pedindo o afastamento do delegado titular da Delegacia do município por improbidade administrativa. 

A peça foi apresentada nessa sexta-feira (15) e afirma que o servidor estaria se comportando "de forma negligente na condução dos inquéritos policiais instaurados, visto que alguns ficaram parados por longos períodos".

Conforme o Ministério Público do Ceará (MPCE), há procedimentos investigativos que estão parados há quatro anos na delegacia sem nenhuma movimentação. O órgão diz que informou sobre a conduta do delegado ao Departamento de Polícia Metropolitana e à Controladoria Geral de Polícia em 2018, 2019 e 2020. Contudo, afirma que nenhuma providência foi tomada. 

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou, em nota, que "não compactua nem permite qualquer tipo de desvio de seus servidores e preza pela eficiência dos serviços prestados à sociedade cearense". 

A Pasta ressaltou que as investigações para apurar administrativamente possíveis infrações fica a cargo da Controladoria Geral de Disciplina (CGD), que ressaltou, em nota, que "determinou a imediata apuração dos fatos na seara administrativa disciplinar".

A reportagem entrou em contato com o delegado titular, mas as ligações não foram atendidas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança