Membro de facção criminosa é condenado a 20 anos e cinco meses de prisão por homicídio em Fortaleza

O acusado assassinou Francisco Wedson Abreu da Silva no dia 9 de julho de 2018, na Rua Três Corações, no Bairro Passaré, em Fortaleza

A Justiça do Ceará condenou, por meio da 5ª Vara do Júri da Comarca de Fortaleza, na última quarta-feira (14), o acusado Douglas Gabriel Mota Nascimento à cumprir pena de 20 anos e cinco meses de reclusão, em regime fechado, pelo crime de homicídio. O acusado assassinou Francisco Wedson Abreu da Silva no dia 9 de julho de 2018, na rua Três Corações, no bairro Passaré, em Fortaleza, por rivalidade entre organizações criminosas.

De acordo com investigações policiais, a vítima estava trabalhando quando foi surpreendida por Douglas Gabriel, que chegou ao local acompanhado de um adolescente e de uma terceira pessoa que ainda não foi identificada. Francisco Wedson foi morto com vários disparos de arma de fogo nas costas e, após cair no chão, ainda foi agredida por golpes de pá pelo adolescente. O réu foi condenado após denúncia ajuizada pelo Ministério Público do Ceará no dia 28 de novembro de 2018.  

A vítima foi socorrida para um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo informações policiais, antes de morreu, Francisco Wedson conseguiu informar para um familiar que reconheceu o acusado e o adolescente referido, mas que não teria identificado a terceira pessoa que participou do crime. 

Segundo o Ministério Público, a motivação do crime foi torpe, consistente na rivalidade entre organizações criminosas. O acusado, ao confessar o crime, afirmou que a motivação se deu em razão de suspeitarem que a vítima estaria repassando informações das ações de uma facção criminosa no Bairro Barroso, em Fortaleza, para outra organização criminosa.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança