Mãe reencontra filha de dois anos desaparecida após contato com o pai em Caucaia

Família soube do paradeiro da criança após exibição de reportagem na TV Verdes Mares

Legenda: Mãe e filha se reencontraram nesta segunda-feira (25) após mediação da cunhada do ex-companheiro.
Foto: arquivo pessoal

Após momentos de aflição, a mãe Rafaela Mesquita recuperou a filha Ysis, de dois anos, na tarde desta segunda-feira (25). O desaparecimento da criança foi relatado no domingo (24), depois de o pai dela levá-la a Caucaia no último sábado (23). Ysis reapareceu bem fisicamente e sem alterações no humor.

De acordo com a mãe, o paradeiro da filha foi descoberto após exibição de uma reportagem no telejornal CETV 1ª Edição, da TV Verdes Mares. Uma cunhada do pai da criança teve contato com ele e se prontificou a buscá-la. "Graças a Deus, ela agora tá comigo. Depois da reportagem repercutiu muito, foi muito importante", ressalta a mulher.

Agora, a mãe segue sendo acompanhada pelo Conselho Tutelar de Caucaia. Não há informações sobre o paradeiro do ex-companheiro até a publicação desta matéria.

Como foi o desaparecimento

Segundo a mãe da criança, os pais do ex-companheiro ligaram para ela avisando que o filho e a neta tinham saído de casa sem destino. "Não sei qual a intenção dele. Minha filha tá com ele, eu não sei onde ela tá, não sei onde ele tá", lamentou a mãe, incluindo que ele disse que não devolveria a criança.

Um Boletim de Ocorrência (BO) sobre o caso foi registrado no sábado (23), durante plantão da unidade policial. A Polícia Civil

Separação por relacionamento abusivo

Rafaela se separou do homem no início deste ano. Ela alega que ex-companheiro, com quem passou oito anos, chegou a ser agressivo algumas vezes. Após o término, ele pediu para ficar com a filha, e a mãe permitiu o encontro pela primeira vez na semana passada.

Durante o relacionamento, a mulher chegou a registrar um BO contra o pai da criança, denunciando um estupro. À época, foi solicitado um exame de corpo de delito à Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança