Flanelinha é morto a tiros no cruzamento das avenidas dos Expedicionários e Eduardo Girão

O suspeito chegou em uma bicicleta atirou várias vezes, principalmente, contra a cabeça de Laércio Fontenele Silva, de 28 anos

A família de Laércio, que foi ao local do crime, revelou que ele estava em situação de rua há pelo menos oito anos
Legenda: A família de Laércio, que foi ao local do crime, revelou que ele estava em situação de rua há pelo menos oito anos
Foto: Rafaela Duarte

Um homem de 28 anos que trabalhava como flanelinha nas ruas do bairro Jardim América foi assassinado a tiros, na noite desta sexta-feira (30) em Fortaleza. O crime aconteceu no cruzamento entre as avenidas Expedicionários e Eduardo Girão, duas das principais vias do bairro. O flanelinha foi identificado como Laércio Fontenele Silva.

Segundo testemunhas, a vítima estava na esquina das avenidas quando foi surpreendido por um suspeito que chegou em uma bicicleta, e depois atirou diversas vezes, principalmente, contra a cabeça de Laércio. As testemunhas ainda comentaram  que o flanelinha recebia ameaças de morte nos últimos dias.

A família de Laércio, que foi ao local do crime, revelou que ele estava em situação de rua há pelo menos oito anos. A Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi acionada pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) para atender a ocorrência, após a população ouvir os barulhos de tiros.

Os policiais que atenderam a ocorrência revelaram que a Láercio era usuário de drogas, e as autoridades não descartam a dependência química como um possível motivo para o crime. O homicídio vai ser investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Fortaleza.

O Sistema Verdes Mares aguarda mais informações da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS) sobre o crime.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança