Empresária morta por companheiro ia realizar sonho profissional na próxima semana

Suspeito tentou matar filho e sobrinho da vítima 

Foto: Foto: Arquivo Pessoal

A empresária Lucilene Galdino de Albuquerque, 50 anos, morta a facadas pelo companheiro em Itapipoca, ia realizar o sonho de sua vida na próxima semana. Segundo familiares, a vítima de feminicídio estava muito feliz porque ia inaugurar um centro de estética na cidade. O crime aconteceu na noite deste domingo (10)  no bairro Coqueiro e o suspeito também tentou matar o filho e o primo da vítima. 

Lu Fahion, como era conhecida, trabalhava como esteticista há 20 anos, de acordo com uma sobrinha dela. Ao longo dos anos, ela foi juntando dinheiro para conseguir realizar o desejo de ter o próprio empreendimento. A vítima também recebeu ajuda de alguns familiares para montar o estabelecimento.

"Ela ficou conhecida na cidade com moda e depois foi para o ramo de estética. Era uma mulher trabalhadora, criou os filhos sozinha e ia realizar o sonho na próxima semana, inaugurando o centro de estética. A gente fica com o coração partido", disse a sobrinha, Leila Galdino. 

De acordo com Leila, a tia estava muito feliz e "realizada", trabalhando nos últimos detalhes para inaugurar o centro estético. 

O crime

De acordo com a polícia, o crime aconteceu depois de uma discussão do casal ocasionada por ciúmes. Após matar a mulher a facadas, o suspeito tentou matar o filho e primo dela. 

O filho de Lucinele, Alef Davi, de 18 anos, foi encaminhado para o Instituto Doutor José Frota (IJF), em Fortaleza, para fazer um procedimento cirúrgico devido a um corte profundo. Já o primo da vítima, Francisco Alan, foi levado para uma unidade hospitalar de Itapipoca.

Vizinhos acionaram a Polícia e os agentes impediram também que o suspeito tirasse a própria vida. O homem foi preso em flagrante e será indiciado por feminicídio e tentativa de duplo homicídio.