Dois jovens ficam feridos no Eusébio em abordagem policial

Os jovens foram atingidos por tiros na CE-010. Um deles corre risco de ficar paraplégico. A Polícia Militar disse por meio de nota que os dois não obedeceram a ordem de parada dos policiais militares

Legenda: Igor Bezerra Farias, 22 anos, retornava do estádio Arena Castelão quando foi abordado pela polícia e ferido com tiro nas costas
Foto: Arquivo pessoal

Familiares denunciam que dois jovens ficaram feridos em abordagem policial na CE-010, no Eusébio, quando voltavam da partida entre Fortaleza e Flamengo, na Arena Castelão, na noite desta quarta-feira (16). 

Legenda: Antônio Aurélio Araújo de Souza foi baleado no abdômen e está em recuperação
Foto: Arquivo pessoal

De acordo com a recepcionista Lislene Bezerra Roque da Silva, 44 anos, o sobrinho Igor Bezerra Farias, de 22 anos, e o genro Antônio Araújo de Sousa, 20 anos, voltavam da Arena Castelão, quando foram abordados por uma equipe da Polícia Militar. Lislene disse para o Sistema Verdes Mares que estava dentro de casa quando ouviu os tiros e saiu para ver do que se tratava. “Eles voltavam do jogo do Fortaleza com o Flamengo. Eu estava em casa e ouvi os tiros. Corri para ver o que era. Foi quando vi os dois caídos no chão feridos. Fui tentar me aproximar e um policial armado pediu para eu não me meter no assunto que os dois eram bandidos e vagabundos”, disse revoltada. 

Lislene disse que os policiais colocaram os dois dentro de um carro da polícia e um policial disse a ela que ia levar os dois para o hospital.  "Eu tentei explicar para os policiais que eles eram trabalhadores, mas não quiseram saber. O policial então pediu para ir ver eles no hospital”. 

Novo emprego

Lislene afirmou que Antônio Araújo trabalhava em uma padaria e tinha recebido um convite para trabalhar em uma empresa localizada na cidade. O Igor Bezerra trabalha em um shopping no Eusébio. “Não consigo entender. Todos os dois são trabalhadores. O Antônio recebeu um convite para ir para uma fábrica daqui da região. Estava feliz, pois ia ganhar mais dinheiro e ajudar a família. O Igor outra pessoa que dá duro. Duas pessoas feridas por causa de um trabalho errado da polícia”, afirmou.

Ainda segundo Lislene Bezerra, o sobrinho passou por uma cirurgia e está na sala de recuperação. Ela afirmou que ele foi atingido por um tiro no abdômen. Já a situação do genro inspira cuidados.  Antônio foi atingido nas costas. “O tiro entrou pelas costas do lado direito e pegou a coluna dele. A bala perfurou um pulmão e se alojou no braço. Um dos médicos disse para mim que ele corre o risco de ficar paraplégico”, lamentou emocionada. 

Legenda: Igor Bezerra Farias, 22 anos, retornava do estádio Arena Castelão quando foi abordado pela polícia e ferido com tiro nas costas
Foto: Arquivo pessoal

Fuga da polícia

Por meio de nota, a Polícia Militar do Ceará informou que, a ocorrência se deu após abordagem a uma motocicleta. A polícia disse que, por volta das 23h, quando as composições policiais realizavam acompanhamento das torcidas, após o jogo de futebol, os dois homens passaram em uma motocicleta em alta velocidade.  

A Polícia Militar afirmou que o condutor do veículo não obedeceu a ordem de parada dos policiais militares. A polícia reforça que o garupeiro teria feito menção como se estivesse armado. Diante disso, segundo a polícia, foram efetuados disparos que atingiram os suspeitos. Os homens foram encaminhados para uma unidade de saúde a fim de receberem atendimento. Logo após o ocorrido, segundo com a polícia, os policiais militares foram até Delegacia Metropolitana do Eusébio e prestaram esclarecimentos sobre a ação. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança