Criança morta a tiros em Sobral não era o alvo dos criminosos, segundo a Polícia

O corpo da criança foi velado sob comoção e protestos, na manhã desta quarta-feira (3)

Escrito por Redação,

Segurança
O corpo de Rafael Maia foi velado no Centro de Evangelização Dom Walfrido, no bairro Dom Expedito, em Sobral
Legenda: O corpo de Rafael Maia foi velado no Centro de Evangelização Dom Walfrido, no bairro Dom Expedito, em Sobral
Foto: Mateus Ferreira

O menino Rafael Maia, de 12 anos, morto a tiros na noite da última segunda-feira (1º), em Sobral, Região Norte do Ceará, não era o alvo da ação criminosa, segundo uma fonte da Polícia Civil do Ceará (PCCE) ligada às investigações.

Rafael foi alvejado enquanto brincava de "esconde-esconde" em uma quadra esportiva no bairro Dom Expedito. O corpo da criança foi velado sob comoção e protestos, na manhã desta quarta-feira (3).

Dois suspeitos de cometerem o crime foram capturados pela Polícia horas depois. Um deles tem 18 anos, mas a identidade ainda não foi revelada. O outro é um adolescente de 16 anos. Segundo a Polícia Civil, o alvo da dupla era um desafeto.

Foto da vítima sorrindo
Legenda: Rafael Maia, de 12 anos, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos feriamentos
Foto: Arquivo Pessoal

Os suspeitos teriam chegado à quadra em uma motocicleta e disparado contra os garotos que estavam no local. Segundo testemunhas, a criançada começou a correr, mas os tiros atingiram as costas de Rafael. Ele chegou a ser socorrido para uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos.

Uma familiar de Rafael, que não quis se identificar, informou à reportagem que o menino brincava "todos os dias" no local. "Ele se reunia com os coleguinhas, ia brincar de bicicleta. Ontem, era um dia normal, comum na rotina dele. De repente, passaram dois numa moto e foram efetuando os disparos. Ele tentou correr, mas, infelizmente, pegou nele", contou.

Menino sonhava com quadrilha junina

O corpo de Rafael Maia foi velado no Centro de Evangelização Dom Walfrido, no bairro Dom Expedito, em Sobral, próximo ao local onde ele foi baleado. Familiares e amigos do menino compareceram à despedida.

Crianças levaram cartazes em homenagem a Rafael e para pedir por mais segurança e paz, no bairro e no município. O coordenador de cultura Valdemir Furtuna revelou que o menino participava da quadrilha junina infantil da comunidade e sonhava em integrar o grupo adulto dos Filhos das Estrelas.

Era o principal sonho do Rafael. Ele sempre foi ativo na cultura aqui no bairro e sonhava participar da quadrilha adulta. Hoje, eu me sinto preso de fazer cultura com essas crianças, porque a gente não tem segurança e forças para ensaiar aqui. O que a gente pede é segurança e justiça."
Valdemir Furtuna
Coordenador de cultura

Crianças levaram cartazes em homenagem à Rafael e para pedir por mais segurança e paz
Legenda: Crianças levaram cartazes em homenagem à Rafael e para pedir por mais segurança e paz
Foto: Mateus Ferreira

Dois suspeitos capturados

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), os suspeitos, um homem de 18 anos e um adolescente de 16 anos, tentaram fugir, mas foram capturados pela Polícia Militar do Ceará (PMCE).

Com eles, informou a Polícia, foram encontrados dois revólveres calibre 38, 12 munições intactas calibre 38, três munições deflagradas calibre 38 e uma motocicleta tomada de assalto por eles. 

A dupla foi conduzida à Delegacia Regional de Sobral, unidade da Polícia Civil, onde o homem foi autuado por homicídio qualificado consumado, tentativa de homicídio e corrupção de menores.

O adolescente responderá por ato infracional análogo aos crimes de homicídio qualificado consumado e roubo majorado. 

O Núcleo de Homicídios da Delegacia Regional de Sobral investiga o caso. A SSPDS não repassa mais informações neste momento porque o caso está sob sigilo.

*Com informações do repórter Mateus Ferreira.