Chefe de organização criminosa é preso com arma, dinheiro e drogas em Acarape

Um comparsa de 19 anos também foi capturado na operação deflagrada pela Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco)

Legenda: Chefe de organização criminosa e comparsa são presos no interior do Ceará com arma, dinheiro e drogas.
Foto: SSPDS/ Divulgação

Uma operação deflagrada pela Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco) com o apoio operacional da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) e da Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Administração Penitenciária do Ceará (SAP) resultou na prisão em flagrante de um homem apontado como chefe de uma organização criminosa, no município de Acarape. A captura do suspeito aconteceu na última terça-feira (30), no bairro Floresta, mas só foi divulgada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) nesta quarta-feira (1º). Um comparsa do suspeito também foi capturado.

Na ação, foram apreendidos com a dupla 50 gramas de cocaína, 33 gramas de maconha, 20 trouxinhas de crack, oito comprimidos do medicamento loratadina, remédio utilizado no tratamento de alergias, dinheiro, dois celulares, uma peça de motocicleta e cadernos com anotações. 

Segundo a SSPDS, a ocorrência teve início após a Draco receber informações sobre a localização de um suposto chefe de uma organização criminosa com atuação no interior do Estado. Os policiais civis foram até a residência, apontada nas investigações, e perceberam uma movimentação suspeita.

No local, os policiais prenderam um homem de 24 anos, com antecedentes criminais por posse ilegal de arma, suspeito de exercer uma função de chefia em uma organização criminosa na cidade. Um comparsa dele, de 19 anos, que estava na casa, também foi preso. Durante a ofensiva policial os homens tentaram fugir, mas sem sucesso. Uma arma, drogas, dinheiro, entre outros materiais foram encontrados na residência.

Os dois homens foram conduzidos para a delegacia da cidade, onde foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. A dupla está a disposição da Justiça. O caso segue em investigação pela Polícia Civil.


Assuntos Relacionados