Chefe de facção criminosa atuante no Itaperi e em Itaitinga é preso com dois comparsas

Um dos homens capturados é apontado pela Polícia Civil como chefe do grupo

Três homens suspeitos de integrarem uma facção criminosa foram presos, na noite da última quarta-feira (18), nos bairros Itaperi, em Fortaleza, e Barrocão, em Itaitinga, na Região Metropolitana. Na ofensiva, foram apreendidas duas pistolas calibre 380 e 40, um quilo de cocaína, 970 gramas de crack, três balanças de precisão, carregadores de arma de fogo municiadas, quatro aparelhos celulares, um carro, R$ 189,10 em espécie e apetrechos utilizados para a produção e comercialização de entorpecentes. 

A ação da Polícia Civil começou na Rua Cinco, no bairro Barrocão, em Itaitinga. No local, havia uma casa usada pelo grupo para armazenar e distribuir os entorpecentes. No imóvel, foram presos Antônio Rodrigo Pastora Lima, 25, o 'Magão', e Ivanildo dos Santos, 26, o 'Irmão Bolota'. 

Rodrigo Pastora tem passagens pelos crimes de tráfico de drogas, roubo, furto qualificado, posse e porte ilegal de arma de fogo, falsa identidade e contravenção penal. Ele é apontado pela Polícia Civil como sucessor na chefia da facção criminosa, corrdenada por Márcio Gleides da Cunha Almeida, 37. Tanto ele quanto Ivanildo dos Santos já haviam sido presos em ações anteriores da equipe de Dissuasão Focada, nos dias 3 e 5 deste mês. 

Material ilícito

Na casa onde os dois foram encontrados, os acharam duas pistolas calibre 380 e 40, 1,1 quilo de cocaína, 970 gramas de crack, três balanças de precisão, carregadores de arma de fogo municiadas, quatro aparelhos celulares, um carro, R$ 189,10 em espécie e apetrechos utilizados para a produção e comercialização de entorpecentes. 

De lá, os investigadores foram ao Itaperi, bairro apontado pela Polícia Civil como o local que recebia o material ilícito. Lá, uma terceira pessoa foi capturada em posse de um segundo carro. O grupo e o material ilícito foram levados para uma delegacia, onde os homens foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, organização criminosa e porte ilegal de arma de fogo.

 

 

 

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança