Ceará registra pelo menos 92 prisões e apreensões por dia em 2021

Ao todo, foram mais de 11 mil ocorrências em todo o Estado

operação da polícia civil
Legenda: Números são resultado de operações coordenadas pela SSPDS no Estado
Foto: Divulgação

A média diária de prisões e apreensões por crimes cometidos no Ceará é de 92,1 em 2021. De janeiro a abril, foram 11.053 registros, segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SSPDS). 

O mês com o maior número de ocorrências foi março, totalizando 2.936. Em seguida, aparecem fevereiro (2.808), abril (2.785) e janeiro (2.524). 

Segundo a pasta, em Fortaleza, houve redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no último mês na comparação com igual período em 2020, caindo de 145 para 69. 

No Ceará, o declínio foi de 37,4%, passando de 429 para 275. Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram registrados 88 CVLIs em abril último e 143 no mesmo mês de 2020 (-38,5%).

“Isso é um trabalho permanente, também dentro de uma estrutura de muita integração que temos dentro da Secretaria da Segurança hoje", citou o titular da SSPDS, Sandro Caron.

Interior 

As regiões Sul e Norte do Ceará também tiveram redução, segundo a SSPDS. O Sul caiu de 81 mortes no quarto mês do ano passado para 59 agora; e o Norte foi de 70 CVLIs para 59.

Último mês

Em abril, o número de capturas foi de 2.785. Destas, 2.450 foram de prisões e apreensões em flagrante e 335 foram de mandados cumpridos. Desse total, em 14% das capturas também tiveram armas de fogo apreendidas (316 de 2.785); e em 24% tiveram drogas apreendidas (em 539 de 2.785).

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança