18 pessoas são capturadas por envolvimento em ações criminosas em Caucaia

Balanço foi divulgado pelas forças de segurança nesta sexta-feira (23)

Material apreendido pela Polícia durante ações criminosas
Legenda: Armamentos de diversos calibres, munições e outros equipamentos foram apreendidos nas ações
Foto: Leábem Monteiro

As forças de segurança do Estado informaram ter capturado, nos últimos seis dias, 18 pessoas envolvidas em crimes em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), além de apreender armas e munições. O balanço das operações foi divulgado no fim da manhã desta sexta-feira (23), em coletiva de imprensa da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Os trabalhos policiais tiveram foco na desarticulação de grupos criminosos atuantes em bairros do município. As ofensivas mais recentes ocorreram nessa quinta-feira (22), quando agentes das polícias Militar do Ceará (PMCE) e Civil do Ceará (PCCE), prenderam 13 adultos, apreenderam dois adolescentes e tiraram oito armas de fogo de circulação.

Grupo capturado 

Durante diligências feitas pela PCCE nessa quinta, sete pessoas suspeitas de fazer parte de grupos criminosos em Caucaia foram capturadas. Os adultos do grupo, que praticava ações criminosas na localidade de Sítios Novos, foram identificados como:

  • Ana Iris Cunha Mendonça, 46 anos, com passagens por homicídio doloso;
  • Jociel Lima da Silva, 32 anos, com passagens por porte ilegal de arma de fogo;
  • Valber de Lima Batista, 26 anos, com passagens por crimes de transito;
  • Maria Moreira da Silva, 40 anos;
  • Maria Vanuza de Lima Moreira, 51 anos.

O grupo foi preso em flagrante por integrar organização criminosa e associação para o tráfico.

Junto a eles, foram apreendidos dois adolescentes, de 16 e 17 anos, contra os quais foram registrados atos infracionais análogos aos crimes de integrar organização criminosa e associação para o tráfico.

Na ação, também foram recolhidos celulares, que serão encaminhados para Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

Balanço

Também nessa quinta, durante a manhã, equipes da PMCE prenderam três homens e apreenderam oito armas de fogo no bairro Santa Rosa.

Conforme o titular da SSPDS, Sandro Caron, a PCCE já investigava um dos criminosos, Francisco Leandro Ferreira Cruz, conhecido como "Baruel", que seria o "principal matador" responsável por homicídios ocorridos nas últimas duas semanas em solo caucaiense.

Dentre os crimes atribuídos a Francisco Leandro, está um duplo homicídio ocorrido no fim de semana. Durante a ação, o criminoso efetuou tiros contra os agentes, que revidaram. O criminoso, que tinha antecedentes por porte ilegal de arma, roubo, tráfico de drogas e crime organizado, morreu no confronto.

Um comparsa dele, identificado como Antônio José da Costa, 33 anos, conhecido como “Equinha”, com passagens por lesão corporal dolosa em crime de trânsito foi preso. Nessa captura, foram apreendidas uma pistola calibre .40, duas espingardas, além de 25 munições de calibres 12, 38 e 40.

Ainda nessa ação, os policiais prenderam, no bairro Padre Júlio Maria, Marcos Farias Vidal, 20 anos, e Antônio Eric Sales Holanda Moreira, 19 anos. Segundo Sandro Caron, a dupla estava prestes a realizar crimes na localidade.

Com eles, foram apreendidos duas pistolas calibre .40, uma pistola calibre .380 e dois revólveres calibre .38, além de 127 munições dos calibres 38, .40 e 380, um carregador de pistola 380, dois coletes balísticos, cinco celulares, um tablet, uma televisão e uma maquineta de cartão.

Segunda fase da Operação Focus

A PCCE, por meio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), deflagrou, na manhã dessa quinta, a segunda fase da Operação Focus, prendendo cinco pessoas. Embora o grupo seja apontado como autor de ações ilícitas em Caucaia, as capturas ocorreram em Fortaleza, Aquiraz e Eusébio.

Os alvos da ação integram grupo criminoso chefiado por Francisco Cilas de Moura Araújo, 44 anos, conhecido como “Mago”, preso em um apartamento no Piauí no ano passado.

Prisão de envolvido em atentados de 2019

Na quarta-feira (21), agentes da Draco prenderam Daniel Belmiro José Rodrigues, 49 anos, conhecido como “Negão”, no bairro Pirambu, em Fortaleza.

De acordo com Caron, Daniel Belmiro é um dos chefes do crime organizado em Caucaia, tendo atuação nos atentados contra a segurança pública realizados em 2019. Na ocasião, ele teria sido o principal articulador no uso de explosivos usados em crimes o patrimônio público e privado.

Outras prisões

Na segunda (19), um homem foi preso pela PMCE com uma pistola calibre 45 com laser adaptado. Antes de ser preso, ele publicou um vídeo, nas redes sociais, apontando o item para uma viatura policial.

Já na terça (20), um homem, cuja identificação não foi divulgada, foi preso por pelo Comando de Policiamento de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio). Com ele, havia uma pistola calibre 40 e 11 munições.

Resultados

Após destacar as ações empreendidas pelas forças de segurança, o titular da SSPDS afirmou que o primeiro semestre deste ano teve redução em índices se comparado ao mesmo período em 2020. Houve, segundo ele, queda de 34,9% no número de homicídios e de 21% nos assaltos.

Além disso, Caron comunicou que, no primeiro semestre de 2021, houve prisão de 683 pessoas por envolvimento em crimes. "Esse ritmo que está sendo adotado seguirá, e buscaremos ainda meio de aumentar e intensificar cada vez mais as ações", diz ele, pontuando que a prioridade da Pasta é o combate a criminalidade no município da RMF.

O secretário ressaltou o apoio do Governo do Estado nas ações de combate à criminalidade, enumerando medidas como reforço no orçamento de horas extras para os agentes, aumento de viaturas e policiais, além da instalação de uma base operacional em Sítios Novos.

De acordo com o coronel Márcio Oliveira, comandante-geral da PMCE, o equipamento intenta servir como referência fixa de polícia ostensiva para as pessoas da localidade, distante do Centro de Caucaia.

Ao todo, a estrutura conta com quatro PMs, viaturas do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) e do Batalhão de Caucaia, bem como motocicletas da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e do Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio).

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança