Zoológico de Canindé reforma área que abriga ursos Dimas e Kátia

Após ser notificado pela Semace, Zoológico São Francisco realiza reformas no recinto dos ursos

O Zoológico São Francisco, localizado no município de Canindé, inaugurou, neste sábado (12), um nova parte do recinto que abriga os ursos Dimas e Kátia. O espaço que os ursos ficam passou de 200 metros  quadrados para cerca de 400 metros quadrados. Os animais estão no centro de uma disputa entre a Paróquia da cidade e o Instituto Luísa Mell. A reforma executada no local é uma das exigências do parecer emitido pela Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), em novembro de 2018.  

A primeira etapa da reforma foi a ampliação do local que abriga os ursos e a melhora na ambientação. Foram instalados troncos, uma plataforma elevada e rochas. A segunda etapa será a construção de um corredor de segurança no cambiamento, uma área de confinamento, em que os ursos descansam. Esta intervenção deve ser iniciada na próxima semana.  

Leia mais
> Especialistas afirmam que ursos Kátia e Dimas têm "plenas condições" de permanecerem em Canindé
> Canindé faz campanha pela permanência dos ursos Dimas e Kátia

“A conclusão foi feita na sexta-feira (11) e neste sábado (12) eles (os ursos) fizeram o primeiro reconhecimento. Toda a equipe do zoológico, o veterinário, a bióloga, todos se mobilizaram para que os ursos conhecessem o novo espaço. Dimas e Kátia estavam há quatro dias no cambiamento, porque precisávamos abrir o muro, e hoje foi o primeiro contato dos dois com o novo ambiente”, relata Jander Silva, assessor do Santuário de Canindé. 

A Semace havia emitido parecer sobre a situação dos ursos Dimas e Kátia de Canindé. Dentre os 12 critérios da Instrução Normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o zoológico cumpria com perfeição oito delas. Dos quatro critérios não atendidos, dois tratavam especificamente do recinto dos ursos: área do recinto (para dois indivíduos) e ambientação, que exigia rochas e plataformas em diferentes níveis. 

Quanto ao tamanho do recinto, a normativa exigida pelo Ibama é de uma área de 200m² e situação à época era de 178,41 m². Após a reinauguração, o local em que os ursos se encontram está maior e traz uma plataforma com escadas, rochas e tronco.

O momento do reconhecimento do novo espaço contou com a presença do Grupo de Estudos de Animais Selvagens (Geasce), da Universidade Estadual do Ceará (Uece), que realizou uma visita surpresa ao zoológico. Segundo o assessor do Santuário, o grupo também irá se posicionar sobre o caso.


Assuntos Relacionados