Tremores de terra são registrados no Vale do Jabuaribe

Segundo o Laboratório de Sismologia da UFRN, os eventos aconteceram em Beberibe, Palhano e Russas

O Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN) voltou a registrar vários tremores de terra na região do Baixo Vale do Jaguaribe, no interior do Ceará. Os eventos aconteceram nos territórios de Palhano e Russas na madrugada deste domingo (26). Em Beberibe, na região litorânea, também houve um abalo sísmico.

A maioria dos abalos foi de baixa intensidade. De acordo com dados do LabSis da UFRN, os tremores ocorreram entre as 1h45 e 5h45 deste domingo e tiveram magnitude entre 1.6 graus na Escala Richter e 2.0. Há também registro de abalos na região de Beberibe de magnitude de 1.7 graus.  

Desde o fim de 2019, há registro de tremores de terra no Baixo Vale do Jaguaribe. Em novembro passado, o Labsis/UFRN instalou uma estação de monitoramento na região e, diante da continuidade dos eventos em dezembro de 2019, foram implantadas mais oito estações. “O que nos desperta a atenção é a quantidade de tremores, embora de magnitude reduzida”, pontuou Eduardo Menezes, geofísico, coordenador do Labsis/UFRN. 

Em 10 de janeiro passado, o monitoramento do LabSis da UFRN apontou 61 eventos na região com variações entre 1,2 graus e 2,1 graus na Escala Richter. “Vamos continuar monitorando e acompanhando esses eventos”, ressaltou Eduardo Menezes. 

De baixa intensidade, os eventos não foram sentidos pela maioria dos moradores de Russas. “A gente não sentiu, mas já aconteceu várias vezes. É como se fosse um trovão. A última faz uns dois anos”, conta a costureira Josineide Oliveira. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará