Professores públicos mantêm escola com recursos próprios

Hoje, são oferecidos os cursos técnicos em Enfermagem, Eletrotécnica e em Segurança do Trabalho

Banabuiú. Pela paixão de educar e a ousadia de ensinar. Nessa filosofia, um grupo de professores públicos está promovendo uma transformação social e econômica neste Município do Sertão Central com pouco mais de 18 mil habitantes, distante 225Km da Capital cearense. Com a opção mais próxima para a formação profissional distante 50Km da cidade, muitos jovens ficavam desestimulados após a conclusão do Ensino Médio. Estavam migrando para os grandes centros urbanos, distantes das suas famílias e da terra natal.

Com recursos próprios, os professores Ivonete Sampaio, Edilberto Lopes, Clériston Aurélio, Valvernages Farias e Rui Barreto fundaram, nesta cidade, em 2007, o Instituto Philum. Uma década depois, o centro educacional de formação continuada tem sido a esperança para jovens de Banabuiú e dos municípios vizinhos na qualificação profissional. A maioria é de famílias humildes, muitas vezes comprometendo o orçamento doméstico para a conquista de um lugar no mercado de trabalho.

Segundo a presidente do Instituto, Ivonete Sampaio, o espaço de formação técnica foi constituído com a razão social de Centro de Idiomas, Ensino Técnico e Pesquisa do Nordeste (Cietep). A instituição traz como objetivo prestar serviços de excelência educacional em todas as esferas. Por esse motivo, além do curso Técnico em Enfermagem, Técnico em Eletrotécnica e Técnico em Segurança do Trabalho, aguarda aprovação dos cursos de Educação de Jovens e Adultos (EJA), na modalidade Educação a Distância (EaD), do Ensino Fundamental e Médio.

Todo um estudo de mercado foi realizado para assegurar a inserção mais fácil no emprego. Além da saúde, onde há carência de profissionais, tanto na área pública quanto privada, a atividade de profissionais especializados em Segurança do Trabalho está sendo mais valorizada.

A única dificuldade está na formação em Eletrotécnica. Há uma considerável desistência. Todavia, outros três cursos técnicos já estão sendo pleiteados, ampliando as opções de formação: Radiologia, Agropecuária e Biblioteconomia.

Apesar de a missão não ter sido fácil, o Instituto está cada vez mais sólido. Como não receberam crédito das instituições financeiras oficiais, embora com destino dos recursos para a Educação, Ivonete Sampaio e os amigos realizam até empréstimos consignados para concluírem as obras e comprarem os equipamentos necessários à boa formação dos alunos.

O resultado do esforço pode ser observado nos laboratórios, de ponta, com padrão de excelência do Ministério da Educação (MEC), comemora, sentindo-se orgulhosa de promover essa transformação social.

Exemplos

O professor Valvernages Farias é um exemplo. Ele foi aluno do Instituto e também de Ivonete. Após a formação, participou de concurso público e foi aprovado. Percebeu a força da dedicação e sua capacidade de transformar sonhos em realidade. Não pensou duas vezes em querem auxiliar nesse processo e se tornou um dos sócios do empreendimento. Depois dele, o Philum já formou 250 alunos.

A presidente acrescenta que o objetivo do Instituto é tornar-se uma Escola Técnica de Excelência e Referência, ampliando para polos EADs em toda a região Nordeste, demonstrando também que, mesmo no Interior, esse processo é possível, sem deixar nada a desejar em relação a outras instituições dessa natureza. A sua estrutura também conta com Plataforma Virtual, a de qualquer outro centro de formação. "A ética, responsabilidade social, o humanismo a solidariedade e transparência são os nossos valores", ressalta.

A agente administrativa Francisca Francineide Lopes Silva, 42. Mãe de um filho e com carteira assinada, trabalhar para garantir sua estabilidade econômica e a permanência no emprego, era sua prioridade de vida. Até que mais de 20 anos depois, resolveu voltar à sala de aula. A comodidade de dispor de um centro de formação na sua cidade foi um elemento propulsor na decisão. Hoje, ela é aluna do curso de Técnico em Enfermagem. Com a oportunidade propiciada pelo grupo de professores, agora, há sonhos para o futuro.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre as regiões do Ceará